Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,92 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,77 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,39
    -0,62 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.790,30
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    23.269,18
    +96,87 (+0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,67 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,94 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.188,75
    -40,00 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2565
    -0,0840 (-1,57%)
     

Brent e WTI fecham mistos; preocupações sobre recessão pesam

Bombas de plataformas petrolíferas extraem petróleo em Campo de Wilmington, onde a Tidelands Oil Production Company opera perto de Long Beach, Califórnia

Por Stephanie Kelly

(Reuters) - Os preços do petróleo fecharam mistos nesta quinta-feira, com as preocupações sobre uma possível recessão global que derrubaria a demanda por energia compensando os menores estoques de petróleo dos EUA e uma recuperação no consumo de gasolina.

Os futuros de petróleo Brent subiram 0,52 dólar, fechando em 107,14 dólares o barril, depois de ganhar 2,22 dólares na quarta-feira.

Já o petróleo bruto WTI dos EUA caiu 0,84 dólar, fechando em 96,42 dólares por barril, depois de subir 2,28 dólares na sessão anterior.

Os preços reduziram os ganhos no comércio no meio da manhã depois que o Departamento de Comércio dos EUA informou que a maior economia do mundo se contraiu inesperadamente no segundo trimestre, alimentando preocupações sobre uma recessão que pode afetar a demanda de energia. Os gastos do consumidor cresceram no ritmo mais lento em dois anos e os gastos das empresas caíram.

"Quando olhamos para os números da recessão, se há uma desaceleração neste momento, é uma desaceleração menor", disse Phil Flynn, analista do grupo Price Futures. "Se você observar os números de demanda e oferta de petróleo, estamos bem abaixo da média na oferta e a demanda está se mantendo melhor do que o previsto."

Os investidores se concentraram nos dados de petróleo dos EUA de quarta-feira, que mostraram que os estoques de petróleo caíram 4,5 milhões de barris na semana passada, enquanto a demanda por gasolina se recuperou 8,5% semana a semana.

"Os EUA consolidaram sua posição como o maior exportador de petróleo do mundo", disseram analistas do Citi em nota, já que as exportações brutas combinadas de petróleo bruto e produtos refinados atingiram um recorde de 10,9 milhões de barris por dia.

As exportações de petróleo dos EUA atingiram um recorde de 4,5 milhões de barris por dia na semana passada, com o WTI sendo negociado com um grande desconto em relação ao Brent.

(Reportagem de Stephanie Kelly; com reportagem adicional de Julia Payne em Londres e Florence Tan em Cingapura)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos