Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.663,49
    +2.934,96 (+7,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Brasileiro que assumiu presidência da Qualcomm fala sobre futuro da empresa

·2 minuto de leitura
Brasileiro que assumiu presidência da Qualcomm fala sobre futuro da empresa
Brasileiro que assumiu presidência da Qualcomm fala sobre futuro da empresa

Na última quinta-feira (1), o brasileiro Cristiano Amon, 50, assumiu a presidência global da fabricante de chips e processadores Qualcomm. O executivo entrou no lugar de Steve Mollenkopf, após ser indicado pelo conselho de administração da companhia.

Amon assume o comando da Qualcomm no momento em que o mercado de chips está aquecido, provocando grandes disputas na indústria, como a tentativa de aquisição da ARM por parte da fabricante de placas gráficas Nvidia.

Chip da Qualcomm
Brasileiro que assumiu a presidência da Qualcomm fala sobre futuro da empresa. Imagem: Remus Rigo/Shutterstock

O negócio foi alvo de críticas da própria Qualcomm, que assumiu ter pretensões de investir na ARM caso a empresa abra capital, e de outras gigantes da tecnologia, como Google e Microsoft.

Amon disse que pretende comprar ações da ARM, caso a empresa não seja vendida à Nvidia.

Além disso, o agora CEO da empresa comentou também sobre alguns tópicos importantes para a Qualcomm, como a questão de trabalho híbrido, bastante difundida entre empresas nos últimos meses por conta da pandemia.

O executivo afirmou que os funcionários voltarão ao escritório em breve, mas em um regime de trabalho misto entre físico e remoto, já que existem alguns elementos da “cultura da empresa” que são absorvidos mais facilmente durante o dia a dia no escritório.

Ele afirmou, ainda, que a tecnologia pode ser uma grande aliada ao home office e usou como exemplo um óculos de realidade aumentada (AR) para falar de um equipamento que poderia ser usado para otimizar o desempenho e interação de pessoas em uma reunião remota.

Leia também!

Na visão de Amon, o uso dos óculos AR, no entanto, depende da evolução da rede 5G, mas ele acredita que será possível ver o dispositivo em uso já no próximo ano.

Por fim, o executivo disse ter grandes expectativas sobre carros conectados que, segundo ele, estão virando verdadeiros “computadores sobre rodas” que, além do chassi mecânico, agora também precisam de um chassi digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Via: Axios

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos