Mercado abrirá em 49 mins
  • BOVESPA

    108.651,05
    +248,77 (+0,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.241,81
    -113,05 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,94
    -1,56 (-1,72%)
     
  • OURO

    1.808,20
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    23.144,86
    -136,53 (-0,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    538,51
    -18,84 (-3,38%)
     
  • S&P500

    4.122,47
    -17,59 (-0,42%)
     
  • DOW JONES

    32.774,41
    -58,13 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.495,41
    +7,26 (+0,10%)
     
  • HANG SENG

    19.610,84
    -392,60 (-1,96%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.087,00
    +55,50 (+0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2489
    +0,0162 (+0,31%)
     

Brasileiro já antecipa até 40% do salário para quitar dívidas

Brasileiros já antecipam até 40% do salário para quitar suas dívidas. Foto: Getty Images.
Brasileiros já antecipam até 40% do salário para quitar suas dívidas. Foto: Getty Images.
  • Trabalhadores brasileiros já adiantam cerca de 40% do salário;

  • Empresas oferecem serviços de antecipação de parte do salário a trabalhadores;

  • Analistas alertam para os perigos de usar os serviços de antecipação em excesso.

A inflação de dois dígitos, o orçamento reduzido e o crescimento do número de boletos a pagar criaram um cenário em que o brasileiro já planeja parte do próximo salário para pagar suas dívidas em aberto.

Atentas a essa situação, empresas oferecem serviços de antecipação de parte do pagamento do salário ao funcionário. É o caso da Creditas, startup do segmento financeiro que oferece esse tipo atendimento desde 2020.

O funcionário pode antecipar até 40% do salário com essa plataforma, sendo as duas primeiras solicitações gratuitas. A partir da terceira, acresce-se uma taxa de R$ 5. Contudo, não cobrança de juros.

Desse modo, o trabalhador pode pagar despesas emergenciais, dívidas maiores, cartões e bancos, além de gastos mensais como comida e outras contas de casa.

Normalmente, esse serviço surge a pedido dos trabalhadores, que planejam obter tais recursos para quitar suas emergências financeiras sem custos absurdos.

Leia também:

Na Creditas, houve um crescimento de mais de 200% em solicitações de antecipação salarial apenas no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2021.

Levantamento da startup, que levou em conta cerca de 800 mil funcionários de diversas empresas que usufruem de serviço da Creditas Benefícios, mostra que 96% dos trabalhadores que anteciparam salários na primeira metade de 2022 conseguiram um tíquete médio de R$ 2 mil.

"Com essa solução, você consegue dar antecipação para quem precisa e no momento em que ela precisa. Temos 80% da população brasileira endividada, 30% negativada e temos mais de 60% dos colaboradores com mais de 50% da renda comprometida. Então, dificilmente isso não está acontecendo nas empresas”, diz a vice-presidente da plataforma, Viviane Salles.

O levantamento da plataforma, feita em cima do próprio serviço em janeiro de 2022, mostrou que 63% dos empregados de carteira assinadas têm pelos menos 50% do salário destinado a dívidas.

Outras empresas que oferecem serviços do tipo são as fintechs Paketá e Leve. Enquanto a primeira atinge 1.750 empresas de diversos setores, a segunda, que começou a oferecer a antecipação financeira em janeiro deste ano, já conta com 10 mil pessoas acessando o produto.

Analistas alertam para perigos de usar os serviços em excesso

Para a analista de administração e benefícios da Emicol, Julia Rodrigues de Paula, o serviço “é opção rápida, fácil e segura para uma emergência ou necessidade". Contudo, a antecipação pode se tornar um vício, comprometendo, constantemente, a renda futura do trabalhador.

"O cuidado é que isso pode criar um hábito. Muitas vezes a antecipação está tapando o sol com a peneira. Fazer uma antecipação pequena só para quitar uma dívida e não pagar juros pode ser interessante. Mas a pessoa que recorre a essa prática tem que ter a consciência de que não vai receber o salário integral", afirma o consulto da W1 Consultoria Financeira, Vinicius de Marchi.

*Com informações da Agência O Globo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos