Brasileiro é um dos povos latinos mais propensos a comprar novos produtos

SÃO PAULO – O Brasil é um dos países da América Latina mais propenso a experimentar inovações de produtos. Em uma pesquisa feita pela consultoria Nielsen, 62% dos 503 entrevistados brasileiros disseram gostar de ver os fabricantes lançarem novos produtos. A empresa avaliou também outros países do continente, sendo que este percentual ficou em 39% na Colômbia e 36% na Argentina. A média dos latino-americanos foi de 48% - abaixo do nível brasileiro.

Quando os entrevistados foram questionados se estão dispostos a desembolsar mais por produtos que sejam inovadores, o percentual dos que concordam totalmente foi de 53%. Já a respeito da afirmação “sou o primeiro a comprar inovações de produtos”, apenas 11% concordaram que se encaixam completamente neste perfil.

Qual a sua propensão em comprar um produto?
Ainda sobre a mesma base, 38% dos brasileiros afirmaram ser muito propensos a consumir produtos recomendados por familiares. Agora, se recebem uma amostra grátis, 45% disseram ser propensos neste caso. Somente 29% ficam dispostos a adquirir um produto se tem como referência apenas a observação do mesmo em uma loja.

Os casos que tiveram menos inclinações para compras foram: receber informações sobre o produto em textos no celular (6%), mala direta (8%) e ver anúncios do produto em meios de transporte (11%).

Fontes de informações sobre lançamentos
Apesar do sucesso da internet, a TV continua sendo a principal fonte para brasileiros acessarem informações sobre novos produtos: em “propaganda de TV”, 44% dos votos deste quesito o classificam como prioridade. Na mesma base comparativa, o item “receber uma amostra grátis” ficou com 23% da preferência. Considerando toda a América Latina, estas duas avaliações foram de, respectivamente, 45% e 20%, ou seja, o Brasil situou-se acima da média.

Importância da Internet para adquirir informações de novos produtos
Eletrônicos é a classe de produtos que consumidores mais obtêm informações na internet: 44% consideram-na muito importante na hora da compra destes itens. Os livros vêm em 2º lugar, com 36% da preferência. Na América Latina, em geral, esses percentuais são de 40% e 33%, respectivamente.

Por outro lado, os produtos com menos importância de busca na internet são os tecidos/toalhas de papel (10% acham muito importante) e itens para lavar louça (12%). Na América Latina essas quantias são de 10% e 11%.

Carregando...