Brasileiro é o 3º mais otimista com a economia entre 54 países em 2013

SÃO PAULO – A população brasileira está entre as mais otimistas do mundo frente à economia em 2013, mais precisamente em 3º lugar. As informações são da pesquisa "Barômetro Global de Otimismo", realizada pelo Ibope Inteligência em parceria com a Win (Worldwide Independent Network of Market Researh), empresa de pesquisas de mercado.

Elaborada com 55.817 entrevistados de 54 países, a pesquisa mostra que 57% dos brasileiros acreditam que este ano será de prosperidade econômica – o que deixa o País atrás somente da Geórgia (69%) e do Azerbaidjão (58%). Além disso, segundo informou o Ibope, a marca brasileira está 60% a frente da média global de otimismo: 35%.

Ante isso, para 12% dos brasileiros, 2013 deverá ser um ano de dificuldades econômicas –número bem abaixo dos 28% da média global.

Por idade, classe e região
Por idade, os jovens da faixa entre 16 e 24 anos são os mais otimistas com a prosperidade econômica brasileira para 2013, atingindo 62% dos entrevistados. Os que menos esperam notícias boas para a economia estão entre os 40 e os 49 anos.

Por nível social, as classes D e E são as que mais confiam na economia neste ano (60%). Os de menos confiança são os mais abastados: as classes A e B.

Comparando as regiões do Brasil, a pesquisa mostrou que o Norte e o Centro-Oeste apresentaram melhores índices de otimismo. As duas juntas somaram 66% de moradores otimistas para 2013. A população do Sul do Brasil é a que menos espera por boas novas na economia deste ano que acabou de começar.

A América Latina é o continente com maior otimismo econômico (49%), seguido da África e do sul asiático (ambos com 47%). Os menos otimistas são os países do oeste e leste europeu, respectivamente com 6% e 17%. 

Os países menos otimistas com a suas economias em 2013 são:

Países que mais esperam passar por dificuldades econômicas em 2013
País % da população pessimista
*Worldwide Independent Network of Market Researh
Portugal 87%
Líbano 77%
França 70%
Bélgica 68%
Espanha 66%
Bósnia e Herzegovina 61%
Irlanda 60%
Alemanha 52%
Polônia 52%
Reino Unido 51%
Carregando...