Mercado fechará em 4 h 52 min
  • BOVESPA

    108.548,50
    -2.890,87 (-2,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.719,57
    -588,14 (-1,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,10
    -0,87 (-1,21%)
     
  • OURO

    1.765,60
    +14,20 (+0,81%)
     
  • BTC-USD

    43.645,75
    -4.073,31 (-8,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.088,78
    -45,60 (-4,02%)
     
  • S&P500

    4.363,76
    -69,23 (-1,56%)
     
  • DOW JONES

    34.104,19
    -480,69 (-1,39%)
     
  • FTSE

    6.904,91
    -58,73 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.989,50
    -336,50 (-2,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2449
    +0,0455 (+0,73%)
     

Brasil vira sobre as russas e está na semifinal do vôlei nos Jogos Olímpicos de Tóquio

·2 minuto de leitura


Numa partida de tirar o fôlego, o Brasil deu um show de superação, jogou com agressividade e derrotou o Comitê Olímpico Russo por 3 sets a 1. Com parciais de 23-25, 25-21, 25-19, 25-22, a Seleção garantiu, nesta quarta, uma vaga nas semifinais dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O adversário na semifinal será a Coreia do Sul, que venceu uma verdadeira batalha contra a Turquia na abertura da rodada, por 3 a 2. A outra semi será entre Estados Unidos e Sérvia.

O jogo
O time todo jogou bem a partir da segunda metade do segundo set. Carol Gattaz foi a maior pontuadora do Brasil, com 16 pontos. Fê Garay e Gabi fizeram 14, Rosamaria 12 e Carol, 10. Tandara foi substituída no meio do segundo set e deixou a quadra com 6 pontos. Fedorovtseva foi a maior pontuadora do jogo, com 19 pontos.

+ Vôlei: Brasil vence Japão e avança às semifinais do masculino

O Brasil demorou a entrar no jogo e isso fez a diferença no final do set. Com problemas na sua virada de bola, o Brasil viu as russas abrirem 4 a 0 e depois 5 a 1 logo no início. Zé Roberto pediu tempo e o time voltou mais ligado, mas as europeias jogavam com muita tranquilidade no ataque, comandadas pelo trio das extremas Goncharova, Vonronkova e Fedorovtseva. O Brasil tinha dificuldades de colocar a bola no chão com Tandara e com as centrais. Roberta um pouco imprecisa, mas Carol compensou com boa presença no bloqueio. A seleção brasileira equilibrou o duelo, mas a boa diferença imposta pelas rivais no início da temporada prevaleceu e o Brasil perdeu por 25 a 23.

O time verde-amarelo voltou no mesmo ritmo no segundo set, com dificuldade de virar a bola e as rivais fizeram 15 a 9. Zé Roberto inverteu o 5 x 1, colocou Macris e Rosamaria em quadra e o Brasil melhorou. Mais precisa, Macris imprimiu a velocidade conhecida e a equipe se encontrou em quadra, defendendo e pontuando nos contra-ataques para fechar o set em 25 a 21 e empatar a partida.

CONFIRA O QUADRO DE MEDALHAS ATUALIZADO AO FINAL DA REPORTAGEM

Macris e Rosa foram mantidas no terceiro set e o Brasil seguiu imprimindo um ritmo forte, agressivo no ataque e sem enfrentar o bloqueio russo. Carol Gattaz marcou 9 pontos na parcial e a seleção virou o jogo em 2 a 1 com 25 a 19.

O quarto set foi mais equilibrado. O saque russo começou a fazer a diferença e elas abriram dois pontos de frente no 17 a 15, com Fedorovtseva. O sistema defensivo do Brasil, no entanto, voltou a funcionar e o time virou para 21 a 20. Com dois contra-ataques de Rosamaria, a seleção fechou o set em 25 a 22 e o jogo em 3 a 1. Uma atuação impecável. Para colocar o grupo na rota do ouro!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos