Mercado abrirá em 2 h 40 min

Brasil ultrapassa 1 milhão de casos de covid-19, aponta consórcio de veículos de imprensa

Matheus Schuch

Total de mortes pela doença passa de 49 mil, mostra o levantamento dos veículos de imprensa; foram 1.221 óbitos em 24 horas O Brasil chegou a mais de 1 milhão de casos de covid-19 na tarde desta sexta-feira (19), mostra boletim extra do levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde do país. Segundo foi apurado, o total de óbitos foi para 49.090 — 1.221 óbitos em 24 horas — e, de casos, para 1.038.568 — 55.209 novos registros de ontem para hoje.

O país teve, pelo 4º dia consecutivo, mais de 1,2 mil mortes registradas no período de 24 horas. É a 1ª vez que isso acontece desde o início da pandemia.

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial do total de casos confirmados, ficando atrás apenas dos americanos, que já somam 2.218.457 de pessoas contaminadas e 119.061 mortes pela doença.

Os dados foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, "O Globo", "Extra", "O Estado de S.Paulo", "Folha de S.Paulo" e UOL, que passaram a trabalhar de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.

O objetivo é mostrar aos brasileiros como está a evolução e o total de óbitos provocados pela covid-19, além dos números consolidados de casos testados e com resultado positivo para o novo coronavírus.

Dados do governo

O Ministério da Saúde confirmou, na noite desta sexta, que o país já possui mais de 1 milhão de infectados pelo novo coronavírus. Nas últimas 24h, segundo o ministério, houve um salto no número de novos casos, foram 54.771. Com isso, o total pela estatística da pasta é de 1.032.913 infectados pelo vírus.

Também cresceu o número de mortes, foram confirmadas 1.206 em 24h, elevando o total para 48.954, segundo a pasta.

São Paulo, que é o Estado mais atingido, tem 211.658 diagnosticados e 12.232 óbitos.

O ministério justificou que o salto no número de novos casos se deu por uma instabilidade nos sistemas utilizados para informar os dados. “O Ministério da Saúde esclarece que o aumento no número de casos registrados de ontem para hoje se deu, em parte, devido a uma instabilidade na rotina de exportação dos dados relatados, principalmente, pelos Estados da Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo, na última quinta-feira (18). Juntos, estes Estados representaram um incremente de 27.436 casos novos em relação ao dia anterior”, explicou o governo, em nota.

O texto ainda diz que “o encerramento da semana epidemiológica no sábado (20/06) permitirá avaliar com maior precisão a variação de casos novos nesta semana em relação à anterior”.

Ainda segundo o ministério, há 3.948 mortes em investigação e 507,2 mil recuperados da doença.