Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.045,02
    +197,68 (+0,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Brasil tem primeiro caso provável de hepatite misteriosa

O Ministério da Saúde confirmou, nesta semana, o primeiro caso provável de hepatite aguda grave de origem desconhecida no Brasil. Para confirmar oficialmente o caso da inflamação misteriosa no fígado, que acomete crianças e adolescentes, as autoridades aguardam o resultado de exames.

Segundo nota da Saúde, o possível caso de hepatite aguda misteriosa foi registrado no município de Ponta Porã, no estado do Mato Grosso do Sul, em uma mulher com menos de 17 anos. Até o momento, a idade não foi divulgada.

Conforme dito pelas autoridades de saúde, a paciente apresentou os seguintes sintomas:

  • Febre;

  • Icterícia (olhos e peles ficam amarelados);

  • Mal-estar;

  • Náuseas.

Atualmente, "a paciente segue em recuperação, sendo monitorada pelas equipes de vigilância em saúde", informa a pasta.

Em fase de investigação, Brasil aponta para possível caso de hepatite misteriosa (Imagem: CDC/Thomas F. Sellers/Emory University)
Em fase de investigação, Brasil aponta para possível caso de hepatite misteriosa (Imagem: CDC/Thomas F. Sellers/Emory University)

Entenda o caso provável da doença no Brasil

Até a última sexta-feira (27), o Ministério da Saúde contabilizava 92 casos suspeitos da hepatite misteriosa, sendo seis óbitos. Desse total de casos, apenas 16 foram descartados e os outros seguem em investigação. Na contagem, está somado este possível caso.

Para acompanhar a evolução da inflamação do fígado em crianças e adolescentes brasileiros, a pasta instalou uma Sala de Situação. "A iniciativa tem como objetivo apoiar as investigações para identificar as possíveis causas", explica a Saúde.

Vale comentar que uma notificação deve passar por três estágios até se confirmar oficialmente a doença. Inicialmente, o paciente é colocado como suspeita da hepatite. Em seguida, é um quadro provável, ou seja, comprova-se que os sintomas são compatíveis com a doença. Por fim, ocorre a confirmação. Para isso, é necessário ter exames laboratoriais com resultado positivo.

Casos globais da hepatite de origem desconhecida

No dia 26 de maio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou a sua última atualização sobre os casos misteriosos de hepatite no mundo. No total, são 650 casos prováveis e outros 72 ainda estão em fase de análise preliminar (suspeitos). Atualmente, a condição que afeta o fígado já foi registrada em 33 países.

O que sabemos sobre a doença?

Os cientistas e as autoridades de saúde ainda investigam o que leva ao quadro misterioso. Por exemplo, sabe-se que três quartos (75,4%) dos casos são registrados em crianças com menos de 5 anos e a maioria destes indivíduos não foi vacinada contra a covid-19, por exemplo. Além disso, dos 156 casos com informação de internação, 22 (14,1%) foram internados em uma UTI, sendo que alguns passaram por transplante de fígado.

No momento, a principal hipótese é de que a condição grave seja causada por um adenovírus. "No geral, 181 casos foram testados para adenovírus por qualquer tipo de amostra, dos quais 110 (60,8%) deram positivo", informa a OMS.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos