Brasil tem 13 das maiores fortunas do mundo; Lemann foi o que mais cresceu

SÃO PAULO – Das 200 pessoas mais ricas do mundo, 13 são do Brasil, apontou a revista Bloomberg Markets em seu ranking anual. O brasileiro Jorge Paulo Lemann, um dos controladores da AB Inbev, foi destaque na lista. Sua fortuna aumentou 54,9% e foi contabilizada em US$ 19,1 bilhões, em 37º lugar. Entre os 100 mais ricos, o crescimento de sua riqueza só perdeu para a do chinês Lui Che Woo, da Galaxy Entertainment, que cresceu 76.3%, calculada em US$ 10,3 bilhões.

A revista aponta que Eike Batista teve queda de 9,3% em sua fortuna, cotada em US$ 20,4 bilhões - 28ª posição. Já Dirce Navarro de Camargo, da Camargo Corrêa, está na 64ª posição e foi considerada na revista como um dos "milionários escondidos", com US$ 13,4 bilhões. A revista conta que Dirce "herdou um conglomerado industrial de seu falecido marido [Sebastião Camargo] em 1994".

Os mais ricos continuam sendo Carlos Slim (US$ 77,5 bilhões), Bill Gates (US$ 64,4 bilhões) e recentemente, Amâncio Ortega (US$ 53,6 bilhões), dono da Zara, que ultrapassou o megainvestidor Warren Buffett (US$ 48,4 bilhões) neste ano.

Mark Zuckerberg está citado na 88ª posição, segundo a Bloomberg, desde janeiro sua fortuna já recuou US$ 6,8 bilhões. 

Veja os 13 brasileiros entre os 200 mais ricos do mundo:

Brasileiros mais ricos do mundo
Ranking Geral Bilionário      Fortuna  
  (em bilhões de dólares)
*Bloomberg Markets
28º  Eike Batista 20,4
37º Jorge Paulo Lemann 19,1
64º Dirce Navarro de Camargo 13,4
91º Joseph Safra 10,4
124º Marcel Telles 8,7
155º Carlos Alberto Sicupira 7,2
167º Roberto Irineu Marinho  6,9
168º João Roberto Marinho 6,9
170º José Roberto Marinho 6,8
183º Antônio Ermírio de Moraes 6,2
184º Ermírio Pereira de Moraes 6,2
185º Maria Helena Scripilliti 6,2 
190º Walter Faria 6,1
Carregando...