Mercado fechará em 2 h 36 min
  • BOVESPA

    108.236,03
    +1.568,38 (+1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.867,98
    -364,22 (-0,68%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,22
    +1,79 (+2,10%)
     
  • OURO

    1.840,70
    +28,30 (+1,56%)
     
  • BTC-USD

    41.848,49
    +257,21 (+0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,10
    -2,65 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.563,87
    -13,24 (-0,29%)
     
  • DOW JONES

    35.293,17
    -75,30 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.583,33
    +19,78 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.145,00
    -61,00 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2022
    -0,1049 (-1,66%)
     

Brasil tem 10% de inflação em 2021, maior taxa desde 2015, diz IBGE

·2 min de leitura
Com a inflação, dinheiro do brasileiro passou a valer menos em 2021 para fazer compras básicas
Com a inflação, dinheiro do brasileiro passou a valer menos em 2021 para fazer compras básicas
  • Inflação mostrou sinais de desaceleração no final de 2021

  • Índice IPCA foi o maior um ano desde 2015, última recessão do Brasil

  • Expectativa é que o país não cumpra a meta de inflação em 2022

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do Brasil, fechou 2021 em 10,06%, segundo divulgou nesta terça-feira (11) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Apenas em dezembro o IPCA registrou alta de 0,73% após ter um crescimento de 0,95% em novembro.

Mesmo tendo desacelerado no último mês do ano, a inflação no acumulado do ano ficou bem cima do teto da meta para 2021 - de 5,25%.

Foi a maior inflação para um ano desde 2015, quando o IPCA fechou em 10,67%. Naquele ano também começou nossa última recessão econômica que, para muitos especialistas, ainda não saímos dela.

Os vilões de 2021

A inflação do ano passado foi puxada principalmente pelo grupo "Transportes", que teve variação de 21,03%. Na sequência vieram "Habitação", com 13,05%, e "Alimentação e bebidas", 7,94%. Juntos, os três grupos responderam por quase 80% do IPCA de 2021.

Os combustíveis também dispararam em 2021, com alta de 49%, segundo o IPCA. A gasolina subiu 47,4% e o etanol, 62%.

Previsão para 2022

A previsão do mercado para a inflação em 2022 está em 5,03%. A expectativa é de estouro do teto do sistema de metas pelo segundo ano seguido. O centro da meta é 3,5%, com margem de flutuação de 1,5% para mais ou para menos.

Essa meta é fixada pelo Conselho Monetário Nacional. Para cumprir o "combinado", o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia, a famosa taxa Selic. No momento, a taxa básica de juros está em 9,25% ao ano, o maior valor em mais de quatro anos. A expectativa é fechar 2022 a 11,75% ao ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos