Mercado abrirá em 7 h 50 min
  • BOVESPA

    108.651,05
    +248,77 (+0,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.241,81
    -113,05 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,20
    -0,30 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.806,40
    -5,90 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    22.969,61
    -906,58 (-3,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,37
    -23,98 (-4,30%)
     
  • S&P500

    4.122,47
    -17,59 (-0,42%)
     
  • DOW JONES

    32.774,41
    -58,13 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.488,15
    +5,78 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    19.588,83
    -414,61 (-2,07%)
     
  • NIKKEI

    27.793,80
    -206,16 (-0,74%)
     
  • NASDAQ

    13.022,50
    -9,00 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2347
    +0,0020 (+0,04%)
     

Brasil se reabilita e vence a Sérvia na Liga das Nações de vôlei

Brasil venceu a Sérvia por 3 a 0 (Foto: Divulgação/FIVB)


O Brasil voltou a vencer na Liga das Nações masculina (VNL). Nesta quinta-feira, em Sofia, na Bulgária, a Seleção encerrou a série de três derrotas seguidas ao superar a Sérvia por 3 sets a 0, parciais de 25-18, 26-24 e 25-17.

Mais do que a atuação, o resultado positivo dá uma tranquilidade maior na busca para a classificação para a fase final, em Bologna, na Itália. O Brasil havia iniciado o dia fora do G8 da VNL, tendo agora três vitórias e três derrotas em seis jogos (confira a classificação completa da Liga das Nações).

Na sequência da segunda etapa da VNL, o time dirigido por Renan Dal Zotto enfrentará Irã e Bulgária. Dois rivais “bem ganháveis”, para ter uma tranquilidade maior na última etapa, no Japão.

Em comparação com o time derrotado pela Polônia, ontem, o treinador fez duas mudanças no time titular: Lucarelli entrou no lugar de Rodriguinho e Thales foi o líbero na vaga de Maique, sem o revezamento para defender e passar.

Com Leal e Lucarelli juntos desde o início, o Brasil, diferentemente de toda a campanha na VNL até aqui, não sobrecarregou Alan no ataque. Tanto que o trio terminou com números dígitos duplos na pontuação: Lucarelli (14), Alan (13) e Leal (11).

Do lado sérvio, o técnico Igor Kolakovic poupou seus principais nomes: Atanasijevic, Podrascanin, Lisinac e Jovovic. E, sem eles, só conseguiu equilibrar as ações no segundo set, quando chegou a ter set point, mas levou a virada, após dois erros seguidos de Meljanac, o popular Aqua-Man.

A destacar, na atuação coletiva do Brasil, o protagonismo de saque e bloqueio. Foram oito pontos em aces e sete em blocks feitos em cada fundamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos