Mercado abrirá em 9 h 29 min

Brasil registra déficit em conta corrente de US$4,625 bi em outubro, diz BC

BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil registrou déficit em transações correntes pouco abaixo do esperado em outubro, de acordo com dados do Banco Central desta sexta-feira, na esteira de um superávit comercial melhor e queda significativa na remessa de lucros e dividendos ao exterior.

O déficit em outubro foi de 4,625 bilhões de dólares, contra expectativa em pesquisa da Reuters com especialistas de saldo negativo de 4,9 bilhões de dólares.

O superávit comercial subiu em 1,2 bilhão de dólares em relação ao mesmo mês do ano anterior, enquanto o déficit em renda primária diminuiu em 1,1 bilhão de dólares, afetado por uma queda de 32% nos lucros e dividendos enviados ao exterior.

No ano até outubro, o déficit em conta corrente chegou a 44,039 bilhões de dólares, aproximando-se do déficit recorde de 46,4 bilhões registrado em todo o ano de 2021.

Os dados foram afetados por uma revisão metodológica do BC que elevou a diferença em relação ao ano passado e neste ano até setembro.

No mês de outubro, os investimentos diretos no país alcançaram 5,541 bilhões de dólares, abaixo dos 6,5 bilhões de dólares projetados na pesquisa.

No acumulado do ano, entretanto, os investimentos diretos alcançaram 73,954 bilhões de dólares, ultrapassando a marca de 46,6 bilhões vista em todo o ano de 2021.

O BC vem atribuindo a melhora à retomada de projetos que haviam sido adiados devido à pandemia e à demanda mais elevada por investimentos em setores como energia, tecnologia e petróleo e gás.

(Reportagem de Marcela Ayres)