Mercado abrirá em 4 h 53 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,22
    -0,30 (-0,35%)
     
  • OURO

    1.724,70
    -5,80 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    20.245,27
    +285,72 (+1,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    458,80
    +13,36 (+3,00%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.055,03
    -31,43 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    18.079,92
    +1.000,41 (+5,86%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.566,75
    -74,00 (-0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1553
    -0,0126 (-0,24%)
     

Brasil registra 2.131 novas mortes por Covid-19 e total atinge 504.717

·2 min de leitura
Enterro de vítima da Covid-19 no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo (SP)

Por Gabriel Araujo

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou nesta terça-feira 2.131 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 504.717, informou o Ministério da Saúde.

Também foram contabilizados 87.822 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 18.054.653, acrescentou a pasta.

Isso faz com que o Brasil se torne o terceiro país a cruzar a barreira dos 18 milhões de casos, após Estados Unidos e Índia. Em termos de óbitos, o país ocupa a segunda posição global, abaixo apenas dos EUA.

Dados compilados pela Reuters indicam que a atual média diária de novos casos de Covid-19 no Brasil, de pouco menos de 73.500, representa 95% do pico visto até o momento, em 26 de março, e que há uma tendência de alta.

Segundo esse levantamento, o Brasil também voltou a liderar o mundo no número médio diário tanto de novas mortes quanto de infecções nos últimos 7 dias, sendo responsável atualmente por um em cada quatro óbitos e um em cada cinco casos reportados globalmente a cada dia.

O Imperial College de Londres publicou nesta terça-feira números que também reforçam a nova escalada da Covid-19 no país, indicando que a taxa de contágio pelo vírus no Brasil avançou para 1,13 nesta semana, ante 1,07 na anterior.

Isso significa que cada 100 pessoas com o vírus o transmitem para outras 113. Só há desaceleração do contágio quando a taxa fica abaixo de 1.

Estado brasileiro mais afetado pela Covid-19 em termos absolutos, São Paulo atingiu nesta terça as marcas de 3.610.743 casos e 123.101 mortes.

Minas Gerais é o segundo Estado com maior número de infecções pelo coronavírus registradas, com 1.747.308 casos, mas o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos contabilizados, com 54.452 mortes.

O governo federal ainda reporta 16.388.847 pessoas recuperadas da Covid-19 e 1.161.089 pacientes em acompanhamento.