Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,50 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,10
    +0,95 (+1,39%)
     
  • OURO

    1.802,70
    -7,80 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    40.775,79
    +1.019,70 (+2,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.005,54
    +29,64 (+3,04%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.171,75
    +98,25 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2076
    +0,0893 (+1,46%)
     

Brasil recebe vacinas da Johnson doadas pelo governo dos EUA

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, acompanhou na manhã desta sexta-feira, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, a chegada de 2,05 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson (J&J), doadas pelo governo dos Estados Unidos.

Os imunizantes seguirão para o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos. Um segundo lote, com 942 mil doses, deve chegar neste sábado.

O Brasil já recebeu 1,8 milhão de doses da vacina da Janssen, parte do lote comprado pelo governo brasileiro, num total de 38 milhões. Os lotes têm prazo de validade até agosto, o que ajuda a acelerar as campanhas de vacinação no país. Queiroga afirma que toda a população brasileira deve estar vacinada com a primeira dose até setembro.

A vacina da Janssen é aplicada em dose única e o uso emergencial no Brasil foi aprovado em março passado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A imunização ocorre após 28 dias da aplicação e a eficácia para casos graves é de 85%.

O imunizante pode ser armazenado por cerca de três meses, em temperaturas de 2°C a 8°C, a de geladeiras normais. O governo americano afirma que a doação demonstra o foco do país no combate à Covid-19 "numa das regiões mais afetadas do mundo". No total, os Estados Unidos devem doar 80 milhões de doses de imunizantes a outros países.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos