Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.415,02
    +791,93 (+2,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Brasil recebe mais 600 mil doses de vacinas da Pfizer contra coronavírus

·2 minuto de leitura
Brasil recebe mais 600 mil doses de vacinas da Pfizer contra coronavírus
Brasil recebe mais 600 mil doses de vacinas da Pfizer contra coronavírus

Na quarta-feira (7), o Ministério da Saúde anunciou que recebeu mais 600 mil doses de vacinas da Pfizer contra a Covid-19. O lote foi entregue no Aeroporto de Viracopos, localizado em Campinas (SP).

De acordo com a pasta, 15 milhões doses produzidas pelo laboratório deverão ser entregues durante o mês de julho. O Ministério informou que a remessa que chegou ao Brasil faz parte de um total de 7 milhões que foi antecipado com a farmacêutica para reforçar a vacinação contra o coronavírus no país.

Até o momento, o governo federal distribuiu mais de 143,9 milhões de doses para estados e municípios imunizarem a população. Do total, 13,9 milhões são da Pfizer.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Fonte: Agência Brasil

Pfizer investe em pílula para tratamento de Covid-19

Por mais que o foco seja nas vacinas, a Pfizer está testando uma pílula para tratar a doença que desencadeou a pandemia global. Os resultados são preliminares de tratar a Covid-19 através de uma pílula, porém, a abordagem é promissora e tem como alvo direto o próprio vírus.

Isso porque muitas das doenças associadas ao coronavírus são pela intensa resposta inflamatória e imunológica com uma infecção. Os tratamentos bem-sucedidos até agora focam na resposta imunológica.

O vírus como a Covid-19 possivelmente entram na célula hospedeira para se reproduzir. Sendo que uma vez dentro da célula, o SARS-CoV-2 remove o revestimento externo e libera seu RNA viral. Isso funciona como um modelo, o qual permite que o vírus se replique e infecte outras células.

Então, um medicamento que pudesse atingir efetivamente e impedir a replicação do vírus pode ser benéfico. Os inibidores de protease são utilizados para tratar outras infecções virais, como HIV.

Para saber mais, acesse a reportagem completa no Olhar Digital.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos