Mercado fechará em 1 h 38 min
  • BOVESPA

    107.088,34
    +841,20 (+0,79%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.312,05
    +918,02 (+1,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,02
    +2,43 (+2,22%)
     
  • OURO

    1.839,90
    +24,00 (+1,32%)
     
  • BTC-USD

    30.227,29
    +1.205,76 (+4,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    672,54
    +20,30 (+3,11%)
     
  • S&P500

    3.917,52
    -6,16 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    31.340,95
    -149,12 (-0,47%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,62 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.402,84
    -508,36 (-1,89%)
     
  • NASDAQ

    11.946,25
    +10,75 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1809
    -0,0374 (-0,72%)
     

Brasil recebe convite da OCDE para adesão a Códigos de Liberalização

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil recebeu um convite da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para aderir a dois Códigos de Liberalização --um referente a padrões para o fluxo financeiro internacional e outro à prestação de serviços transfronteiriça, informou o Banco Central nesta quinta-feira.

Um dos documentos, o Código de Liberalização de Movimentos de Capital da OCDE, refere-se a padrões para atos normativos sobre fluxo financeiro internacional, incluindo pagamentos, transferências, empréstimos, investimentos e compra e venda de moeda estrangeira, explicou o BC em comunicado.

O Código de Liberalização de Operações Correntes Intangíveis, por sua vez, abrange serviços internacionais de consultoria, de advocacia e arquitetura, entre outros.

A decisão do convite para ambos os instrumentos foi aprovada pelo Conselho da OCDE no dia 28 de abril, segundo o BC.

"Pela perspectiva de contrapartes estrangeiras, incluindo investidores, a adesão significa melhor entendimento sobre o nosso arcabouço regulatório, menor custo de adaptação às particularidades do país e maior percepção de segurança jurídica em operações internacionais", disse o BC, embora tenha ressaltado que o convite da OCDE não implica obrigação para o Brasil de plena adoção das recomendações e parâmetros desses instrumentos.

Há possibilidade de "aceitar e aderir", de "aceitar com reservas", de "aceitar com um cronograma" e de "rejeitar com justificativa", ressaltou a autarquia, sem explicitar qual decisão deve ser tomada.

(Por Luana Maria Benedito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos