Mercado abrirá em 9 h 15 min

Brasil pode "ajudar" moto elétrica a bater recorde de velocidade

A CBMM, empresa brasileira que é a maior produtora mundial de nióbio, pode ajudar uma moto elétrica a se tornar a nova recordista mundial de velocidade. A ideia é ultrapassar a marca dos 400 km/h e alcançar os 402 km/h, superando o recorde atual.

A moto que está pronta para encarar o desafio é a Tachyon Nb, da Lightning Motorcycles, versão modificada da Strike. Daniel Wright, engenheiro da CBMM, explicou ao site New Atlas qual o segredo da empresa brasileira para ajudar a moto a alcançar o histórico feito.

Segundo ele, o projeto se baseou no uso de vários componentes de nióbio, com o objetivo de melhorar o desempenho em altas temperaturas. Além do quadro e do suporte, o material também foi utilizado em infusões nos rotores de freio.

Como é a Lighting Tachyon Nb?

O nióbio não é o único segredo da Lighting Tachyon Nb para ultrapassar a barreira dos 400 km/h. Segundo os projetistas, a moto conta com uma carenagem de fibra de carbono em forma de lágrima e espaço suficiente para o piloto se esconder atrás.

O para-lama dianteiro também foi projetado para se integrar à carenagem e deixar apenas uma parte da roda à mostra para pegar a corrente de ar. A ideia, claro, é dar a melhor aerodinâmica possível para a moto acelerar sem interferências.

Tachyon Nb Lightning quer bater recorde de velocidade (Imagem: Divulgação/Lightning Motorcycles)
Tachyon Nb Lightning quer bater recorde de velocidade (Imagem: Divulgação/Lightning Motorcycles)

O local escolhido para o teste que poderá fazer a Tachyon Nb se tornar a nova recordista mundial de velocidade Boneville, região localizada próxima do deserto de Utah, nos Estados Unidos. A data do evento, porém, ainda não foi definida.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: