Brasil ocupa 7º lugar em ranking de fraudes com cartões, diz pesquisa

SÃO PAULO – No Brasil, 33% dos consumidores já sofreram algum tipo de fraude envolvendo cartões, o que dá ao país a 7ª colocação em ranking de fraudes desta categoria, segundo revelam dados divulgados pela ACI Worldwide.

De acordo com o levantamento, que avaliou o comportamento de consumidores em 17 países, no geral, um em cada quatro usuários de cartões de crédito, débito ou pré-pagos, já tiveram alguma experiência com fraude. México e Estados Unidos lideram o ranking, enquanto a Suécia é o país com o menor percentual de pessoas que já foram vítimas de fraudes, conforme é possível observar na tabela a seguir:

País Fraude
Fonte: ACI Worldwide
México
44%
Estados Unidos
42%
Índia 37%
Emirados Árabes Unidos
36%
China
36%
Reino Unido 34%
Brasil 33%
Austrália 31%
Singapura 26%
África do Sul 25%
Canadá 25%
Itália 24%
França 20%
Indonésia 18%
Alemanha 13%
Holanda 12%
Suécia 12%

Categoria
Considerando apenas as taxas de fraudes no cartão de crédito, o Brasil aparece em 5º lugar, com 30% dos entrevistados dizendo que já passaram por tal experiência. Quando o assunto são os cartões pré-pagos, o País ocupa a mesma posição, com 7% dos pesquisados relatando que sofreram fraudes neste canal. Já os problemas no cartão de débito, colocaram o Brasil em 6º lugar na lista específica.

“O maior risco do mercado brasileiro hoje está associado com o que chamamos de cartão não presente, ou seja, transações feitas via internet banking ou comércio eletrônico, ou uma transação que você inicia, por exemplo, por telefone e que não necessita o uso do cartão físico, propriamente dito (…) Temos que ter em mente que a maioria da população brasileira foi recentemente bancarizada e até pouco tempo ainda tinha o dinheiro e o cheque como primeiras opções para realizar suas transações. Por isso, ainda é tão comum as pessoas estarem menos atentas e serem vítimas de fraudes comuns com cartões”, diz o country manager da ACI Worldwide no Brasil, Hugo Costa.

Satisfação
Sobre a satisfação dos brasileiros em relação ao tratamento recebido por suas instituições, após experiências com fraudes, a pesquisa revela que os usuários do Brasil, considerando todos os países, sãos os menos satisfeitos, com 56% declarando que estão “um pouco” ou “muito insatisfeitos”.

Além disso, 61% das vítimas de fraude por aqui passaram a usar dinheiro ou uma forma alternativa de pagamento no lugar dos cartões.

Carregando...