Mercado abrirá em 1 h 39 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,52
    -1,14 (-1,38%)
     
  • OURO

    1.799,00
    +0,20 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    60.947,00
    +2.131,85 (+3,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,49
    -4,84 (-0,33%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.238,89
    -14,38 (-0,20%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.650,75
    +63,50 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4198
    -0,0049 (-0,08%)
     

Brasil e Colômbia assinam memorando para aumentar comércio bilateral

·1 minuto de leitura

Os governos do Brasil e da Colômbia assinaram hoje (8) um memorando de entendimento para incrementar o comércio bilateral. O documento serve como preparativo para o encontro entre os presidentes Jair Bolsonaro e Iván Duque, que ocorrerá em Brasília no próximo dia 19.

A 6ª Reunião da Comissão de Monitoramento de Comércio Brasil–Colômbia foi realizada de forma virtual. O encontro foi presidido pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz, e pelo vice-ministro de Comércio Exterior da Colômbia, Andrés Cárdenas.

O memorando estabelece as mesmas condições do Acordo de Complementação Econômica 72, assinado entre o Mercosul e a Colômbia em dezembro de 2017, nas partes que dizem respeito aos bens de zonas francas e de áreas aduaneiras especiais.

Os dois países discutiram outras medidas para facilitar o comércio mútuo, como o reconhecimento e o intercâmbio de certificados de origem digital e um acordo para evitar a cobrança duplicada de tributos nos dois países.

Também foram tratados o aprofundamento das condições de acesso bilaterais para os setores automotivo, têxtil, plástico e agropecuário, negociações de compras governamentais (compras realizadas pelos governos dos dois países) e medidas de aumento do fluxo de investimentos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos