Mercado fechará em 4 h 51 min
  • BOVESPA

    111.610,82
    -2.202,05 (-1,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.520,73
    -209,07 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,83
    +0,33 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.762,00
    -9,20 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    21.367,82
    -2.036,92 (-8,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    507,22
    -34,38 (-6,35%)
     
  • S&P500

    4.226,57
    -57,17 (-1,33%)
     
  • DOW JONES

    33.701,47
    -297,57 (-0,88%)
     
  • FTSE

    7.558,11
    +16,26 (+0,22%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.271,25
    -252,00 (-1,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2317
    +0,0179 (+0,34%)
     

Brasil deve receber apenas 50 medicamentos para varíola dos macacos

Na última segunda-feira (1), o Ministério da Saúde anunciou que receberia o antiviral tecovirimat para combater a varíola dos macacos. No entanto, nesta terça (2), o anúncio se complementa com a informação de que apenas 50 medicamentos foram doados pela Opas (Organização Pan-Americana de Saúde).

"O Ministério da Saúde receberá, por intermédio da OPAS (@pahowho), o antiviral tecovirimat para reforçar o enfrentamento ao surto de Monkeypox no Brasil. Serão contemplados casos mais graves em um primeiro momento", escreveu Queiroga no Twitter, na segunda.

Até então, não havia detalhes a respeito da quantidade de medicamento a ser recebido. O ministro da saúde só acrescentou a informação durante uma entrevista à Folha de S. Paulo. Na ocasião, Queiroga disse que o antiviral tecovirimat poderia ser utilizado apenas em pacientes graves.

O fato é que o tecovirimat não foi aprovado para comercialização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e só pode ser utilizado sem essa aprovação sob emergência de saúde pública, como é o caso.

Brasil deve receber apenas 50 medicamentos para varíola dos macacos (Imagem: furmanphoto/envato)
Brasil deve receber apenas 50 medicamentos para varíola dos macacos (Imagem: furmanphoto/envato)

Na última sexta (29), a pasta confirmou a primeira morte pela doença no Brasil: um paciente de 41 anos que estava internado em Belo Horizonte (MG) e tinha comorbidades. Por enquanto, o Ministério da Saúde segue investigando as circunstâncias da morte.

Vale lembrar que a Opas e a OMS (Organização Mundial da Saúde) devem doar ao Brasil 50 mil doses da vacina contra a varíola dos macacos: 20 mil ainda neste mês de agosto e 30 mil em setembro. O imunizante deve ser aplicado principalmente em profissionais da saúde que lidam com materiais contaminados frequentemente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos