Mercado abrirá em 2 h 35 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,59
    +0,33 (+0,46%)
     
  • OURO

    1.814,30
    -7,90 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    38.646,50
    -955,93 (-2,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    936,90
    -23,99 (-2,50%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.111,03
    +29,31 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.978,50
    +25,75 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1521
    +0,0080 (+0,13%)
     

Brasil detecta 1 tentativa de golpe financeiro na web a cada 6 segundos

·2 minuto de leitura

Ações que tentam roubar dados bancários de internautas para causar diversos prejuízos estão se tornando cada vez mais frequentes no Brasil. Segundo o dfndr lab, da PSafe, somente nos primeiros seis meses do ano o País registrou mais de 2,3 milhões de detecções de ameaças do tipo — o que significa que, a cada seis segundos, uma nova tentativa de golpe é realizada.

Segundo Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, a maioria dessas artimanhas costuma ser disseminada por meio de mensagens de SMS. Nelas, os criminosos se passam por agentes bancários e solicitam a confirmação de dados para bloquear uma compra não autorizada. Também são comuns notificações maliciosas que alertam sobre falsas atualizações com potencial de bloquear contas.

Imagem: Divulgação/dfndr lab
Imagem: Divulgação/dfndr lab

“A vítima, aflita e com medo de estar sofrendo uma fraude, é convencida a informar dados sensíveis que serão utilizados nos golpes”, alerta Simoni. Os riscos à segurança financeira dos brasileiros se tornaram ainda maiores em 2021, quando dados de mais de 100 milhões de contas de celulares chegaram ao mercado cibercriminoso estabelecido na dark web — ainda mais com recorrentes megavazamentos.

O que fazer para se proteger contra golpes financeiros na internet?

Para que você se mantenha seguro, a empresa de segurança aconselha as seguintes medidas:

  • Use soluções de segurança no celular para se proteger de links maliciosos;

  • Cuidado com links compartilhados pelo WhatsApp e redes sociais;

  • Nunca informe dados bancários em sites ou aplicativos suspeitos;

  • Evite usar redes Wi-Fi públicas durante a realização de transações financeiras.

Segundo Simoni, atualmente é preciso tomar cuidado mesmo nos casos em que uma pessoa que entra em contato sabendo informações como seu CPF. “É preciso desconfiar e não passar mais dados se não tiver certeza sobre quem está solicitando informações”, explica o diretor do dfndr lab.

Cibercriminosos estão constantemente se reinventando e adaptando golpes recorrentes com novas tecnologias e roupagens. O Pix, por exemplo, já está sendo usado em diversas ações ilegais e a ausência de mecanismos mais eficientes de defesa tem estimulado a realização de sequestros-relâmpagos na cidade de São Paulo. Assim, sempre é bom ficar atento a alertas de segurança e seguir as recomendações de especialistas para continuar protegido.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos