Mercado fechará em 42 mins
  • BOVESPA

    122.427,33
    -3.248,00 (-2,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.096,81
    -537,79 (-1,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,90
    +0,28 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.815,00
    -20,80 (-1,13%)
     
  • BTC-USD

    39.226,73
    -445,74 (-1,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    930,91
    -18,99 (-2,00%)
     
  • S&P500

    4.398,61
    -20,54 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.973,50
    -111,03 (-0,32%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.960,25
    -77,50 (-0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1595
    +0,1190 (+1,97%)
     

Brasil derrota Venezuela por 3 x 0 na abertura da Copa América

·2 minuto de leitura
Neymar comemora gol do Brasil contra Venezuela

(Reuters) - A seleção brasileira abriu a Copa América de 2021 com uma vitória tranquila por 3 x 0 sobre a Venezuela, neste domingo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, com gols de Marquinhos, Neymar e Gabriel.

Atual campeão da Copa América, em título conquistado há dois anos em casa, o Brasil não teve dificuldades para bater a Venezuela, desfalcada de oito jogadores que testaram positivo para Covid-19 na véspera da partida em Brasília. Membros da delegação venezuelana também tiveram teste positivo para a doença e estão isolados no hotel.

O Brasil foi anunciado como sede da Copa América de última hora, após as desistências de Colômbia e Argentina. Os jogos serão disputados sem torcida e com protocolos sanitários que incluem a realização de testes das delegações a cada 48h e isolamento de atletas e comissões técnicas nos hotéis das cidades.

Em campo, a seleção teve boas chances com Richarlison e Militão até que abriu o placar aos 23 minutos, quando Neymar cobrou escanteio da esquerda, Richarlison desviou e Marquinhos completou para o gol. Logo depois, Richarlison teve um gol anulado por impedimento e em outro lance Neymar chutou com perigo após jogada individual dentro da área. Nos últimos minutos do primeiro tempo, o Brasil diminuiu o ritmo e pouco criou.

Na segunda etapa, a seleção ampliou aos 19, em pênalti sofrido por Danilo e cobrado por Neymar, que quase marcou mais um depois de uma arrancada, mas seu chute acabou desviado para escanteio. Gabriel fez 3 x 0 ao completar de peito cruzamento de Neymar aos 44 minutos.

“A gente sabia que ia encontrar uma Venezuela fechada, que ia dificultar bastante o nosso jogo, mas graças a Deus a gente conseguiu abrir o resultado no primeiro tempo e foi o que ajudou a gente”, disse o zagueiro Marquinhos, autor do primeiro gol. “A gente sabe o quanto é importante marcar gols também, principalmente num jogo como esse, que o primeiro gol é muito importante para desbloquear um pouco o jogo e fazer com que a equipe adversária saia um pouco mais.”

O próximo confronto do Brasil será na quinta-feira, no Rio de Janeiro, diante do Peru, vice-campeão em 2019.

A Copa América seria disputada originalmente em 2020, mas acabou adiada em um ano por conta da pandemia. Seria também jogada em duas sedes pela primeira vez na história, na Colômbia e na Argentina. No entanto, foi retirada da Colômbia em maio devido à crescente tensão social com protestos contra o governo, enquanto a Argentina deixou a organização do torneio por causa da pandemia.

O Brasil aceitou receber a competição mesmo sendo o país com o segundo maior número de mortes por Covid-19, 486.272 em números atualizados pelo Ministério da Saúde até sábado. Além de Brasília, as cidades de Goiânia, Cuiabá e Rio de Janeiro vão sediar jogos da Copa América, disputada por 10 seleções sul-americanas divididas em dois grupos. A final vai ocorrer em 10 de julho no Maracanã.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos