Mercado fechado

Brasil chega a 90% de residências com acesso à internet e área rural vê salto, diz IBGE

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Noventa por cento das residências brasileiras tinham acesso à internet em 2021, alta de 6 pontos percentuais ante 2019, sendo que na área rural houve uma forte expansão de conexão, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

A internet chegava a 90,0% dos domicílios do país em 2021, segundo a pesquisa Módulo de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), contra 84% em 2019. Não houve a realização do levantamento em 2020 devido à pandemia da Covid-19.

Na área rural, o acesso dos domicílios à internet saltou de 57,8% para 74,7% no período, enquanto na área urbana subiu de 88,1% para 92,3%.

No ano passado, o celular era o principal dispositivo de acesso à internet em casa, sendo utilizado em 99,5% dos domicílios com conexão, frente 44,4% via TV e apenas 42,2% através do computador -- foi a primeira vez que a TV ultrapassou o computador.

Em 2021, também pela primeira vez, mais da metade das pessoas com 60 anos ou mais acessaram à internet, chegando a 57,5% -- ante 44,8% em 2019.

Além disso, a banda larga fixa superou a banda larga móvel no domicílios em 2021, revertendo uma tendência dos últimos anos.

"2021 foi um ano de pandemia e é possível que houve influência do afastamento social na utilização da internet com banda fixa. Em todas as regiões houve aumento da banda larga fixa e queda da banda larga móvel", disse Flávia Vinhaes, analista do IBGE.

A pesquisa ainda mostrou que o uso da internet móvel para chamadas de voz ou vídeo (95,7%) ultrapassou o das mensagens de texto, voz ou imagens em aplicativos diferentes de e-mail (94,9%), finalidade mais frequente até 2019 (95,8%).

(Por Rodrigo Viga Gaier)