Mercado fechado

Como um time da 4ª divisão da Escócia virou o “Brasil Azul”

Cowdenbeath FC é conhecido como o 'Brasil Azul' (Jane Barlow/PA Images via Getty Images)

Por Leandro Tavares (@leandroptavares)

“Bem-vindo ao Central Park, a casa do Brasil Azul.”

Pode parecer estranho, mas essa saudação é exibida em um estádio em Cowdenbeath, no oeste de Fife, na Escócia. A cidade de cerca de 15 mil habitantes é a casa do Cowdenbeath Football Club. Ou, se preferir, “The Blue Brazil”.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Quem lê ou escuta pela primeira vez pode pensar que se trata do apelido de uma potência do futebol escocês. Ledo engano. O Cowdenbeath disputa o equivalente à quarta divisão do país. Aliás, a equipe está longe da Scottish Premier League - principal liga da Escócia - há quase 50 anos. A última (e única) vez foi na temporada 1970-71.

Leia também:

A galeria de troféus em Cowdenbeath também não é das mais recheadas. Fundado em 1882, o clube conta apenas com poucos títulos de divisões inferiores em 137 anos de história. O Central Park, casa da equipe, é um estádio modesto que possui capacidade para pouco mais de 4 mil torcedores. Mas nada disso impede que o time leve um apelido de peso. Nada menos que o nome do país da única seleção pentacampeã mundial.

“Ainda é visto como algo engraçado, mas é tão aceito que a maioria dos fãs de futebol escocês é capaz de dizer quem é o Brasil Azul”, explicou o jornalista Alex Horsburgh ao Yahoo Esportes. Ele é natural de Cowdenbeath e segue o time desde a década de 1970.

O fato não deixa de ser curioso para quem não acompanha de perto o esporte na Escócia. Afinal, Brasil é um nome grandioso quando se trata de futebol. O Cowdenbeath, por sua vez, é um time semi-profissional de uma pequena cidade escocesa. Então, de onde surgiu essa relação?

Por muito tempo o Cowdenbeath era chamado de “The Miners” (Os Mineiros), já que a cidade era famosa pelas indústrias que exploravam as minas locais. Hoje em dia, porém, todos conhecem o clube por “Brasil Azul”.

O “Azul” faz parte das cores do Cowdenbeath - junto com o branco. Já o “Brasil” veio depois. Quando, exatamente, é difícil saber. Há quem diga que foi no fim dos anos 1970. Outros dizem que o apelido surgiu quase no término da década seguinte. Seja como for, uma coisa é certa: tudo começou nas arquibancadas do Central Park durante alguma boa exibição da equipe.

“Eles estavam jogando tão bem que um torcedor gritou ‘Vai Brasil Azul!’. Todos riram, pois era uma comparação ousada. Mas o time venceu e o apelido pegou”, contou Alex Horsburgh.

Outras versões incertas também acabaram se popularizando - mais folclóricas do que verdadeiras. Uma delas cita até um desconhecido trio de brasileiros que teria marcado em uma goleada de 11 gols. O jogo, até onde se sabe, nunca existiu.

Central Park, a casa do 'Brasil Azul' da Escócia (Photo by Jane Barlow/PA Images via Getty Images)

Vale ressaltar que chamar um time de “Brasil” para incentivá-lo não é exatamente incomum no Reino Unido. Na temporada 1996-97, o modesto Barnsley FC conseguiu o acesso inédito à Premier League em uma campanha histórica, embalada por uma música das arquibancadas que dizia “It’s just like watching Brazil” (É como assistir ao Brasil).

Fato é que o apelido se tornou parte do Cowdenbeath FC. Tanto é que o “Brasil Azul” chegou a ser estampado na roupa da equipe por alguns anos. O uniforme reserva da atual temporada, inclusive, conta com as cores do tradicional uniforme da seleção brasileira - camisa amarela e calção azul - para celebrar o 50º aniversário do acesso à antiga Primeira Divisão da Escócia. Além disso, o kit faz uma homenagem ao tricampeonato mundial do Brasil, que completa 50 anos em 2020.

“Quem pode esquecer o Brasil tocando a bola com facilidade e brincando com seus adversários, até que o grande Carlos Alberto chutou de primeira no canto inferior", escreveu o Cowdenbeath ao divulgar o uniforme em publicação nas redes sociais em julho deste ano. O texto é uma referência ao gol do capitão do tri, que fechou a goleada por 4 a 1 contra a Itália na Copa do México.

“É claro que assistir ao Cowdenbeath é como assistir ao Brasil, daí o famoso apelido do clube: The Blue Brazil”, acrescentou o clube.

Por coincidência (e inspiração) do uniforme ou não, o time faz uma grande temporada até aqui na Scottish League Two - quarta divisão.

De azul ou amarelo, não há dúvidas de que Cowdenbeath é o time mais brasileiro da Escócia.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter