Mercado fechará em 1 h 40 min
  • BOVESPA

    95.506,95
    +138,20 (+0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.937,71
    -456,00 (-1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    35,91
    -1,48 (-3,96%)
     
  • OURO

    1.867,30
    -11,90 (-0,63%)
     
  • BTC-USD

    13.525,46
    +370,09 (+2,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    266,13
    +23,45 (+9,66%)
     
  • S&P500

    3.297,65
    +26,62 (+0,81%)
     
  • DOW JONES

    26.551,20
    +31,25 (+0,12%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.310,25
    +177,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7360
    +0,0016 (+0,02%)
     

Brasil atinge marca de 10 mi créditos de descarbonização emitidos, diz ANP

·1 minuto de leitura
Frentista abastece veículo com etanol
Frentista abastece veículo com etanol

SÃO PAULO (Reuters) - As emissões de créditos de descarbonização (CBios) validadas na plataforma da política brasileira de biocombustíveis RenovaBio atingiu na véspera a marca de 10 milhões, informou nesta quinta-feira a reguladora ANP.

O volume emitido representa 67% do total de 14,9 milhões de CBios estabelecido como meta para os anos de 2019 e 2020, conforme resoluções do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

Para 2020, as distribuidoras deverão comprar 14,5 milhões de CBios emitidos por produtores de biocombustíveis, conforme objetivo definido pelo governo com base nas metas de descarbonização da matriz de combustíveis.

Segundo a ANP, o valor médio do CBio negociado na B3 variou de 20 reais a 37,35 reais em setembro.

A ANP é um dos órgãos que participam do RenovaBio, em linha com seu compromisso com a descarbonização e a contribuição para que o Brasil cumpra os acordos do Protocolo de Paris.

(Por Roberto Samora)