Mercado fechado

Brasil abre 70 mil vagas formais em outubro

Mariana Ribeiro

O resultado é melhor que o registrado no mesmo mês do ano passado, mas abaixo de outubro de 2017 O mercado de trabalho brasileiro registrou em outubro a abertura de 70.852 vagas com carteira assinada. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados hoje pelo Ministério da Economia.

No mês passado, foram registradas 1.365.054 admissões e 1.294.202 desligamentos. O resultado é melhor que o registrado no mesmo mês do ano passado, quando foram criadas 57.733 vagas. Em outubro de 2017, no entanto, o saldo foi maior, de 76.599 postos.

Secretário vê ‘bom senso’ em revisões da CLT

Taxa no seguro-desemprego não deve avançar

Segundo dados divulgados no Caged, 5 dos 8 setores de atividade econômica apresentaram crescimento no nível de emprego. Tiveram desempenho positivo Comércio (43.972), Serviços (19.123), Indústria da Transformação (8.946), Construção Civil (7.294) e Extrativa Mineral (344). Apresentaram resultados negativos, por outro lado, Administração Pública (-427), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-581) e Agropecuária (-7.819).

No acumulado do ano, o saldo líquido de contratações foi de 841.589. No acumulado em 12 meses até outubro, o país registra ganho de 562.186 vagas.

EBC

Regiões

Os dados mostram que as 5 regiões do país apresentaram saldos positivos de emprego em outubro. Do total de 70.852 postos criados, 27.304 foram no Sul; 21.776 no Nordeste; 15.980 no Sudeste; 4.315 no Norte; e 1.477 no Centro Oeste.

No mês passado, o resultado foi positivo em 23 unidades da Federação. Os Estados que mais geraram empregos em outubro foram Minas Gerais (12.282); São Paulo (11.727) e Santa Catarina (11.579). Ficaram no vermelho, por sua vez, Acre (-367); Bahia (-589); Distrito Federal (-1.365) e Rio de Janeiro (-9.942).

O mercado de trabalho brasileiro registrou em outubro a abertura de 70.852 vagas com carteira assinada. O número é ligeiramente pior do que o estimado pela mediana de economistas consultados pelo Valor Data (+74,2 mil).

Renda

O salário médio de admissão foi de R$ 1.597 no país em outubro, queda real 0,48%% em relação ao mês anterior. Já o salário médio de desligamento foi de R$ 1.775, recuo de 0,69% na mesma base de comparação.

Já em relação a outubro de 2018, houve ganho real de 2,03% para o salário de admissão e de 3,66% para o de desligamento.

Trabalho intermitente

Ainda em outubro, o país criou 6.087 novos postos de trabalho intermitente, modalidade criada pela reforma trabalhista que permite jornada em dias alternados ou por horas determinadas.

O número é resultado de 14.254 admissões e 8.167 desligamentos.

No chamado regime de tempo parcial, foram registradas 7.480 admissões e 4.911 desligamentos, gerando saldo de 2.569 vagas.