Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.782,15
    -194,55 (-0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.081,33
    -587,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,85
    -0,39 (-0,50%)
     
  • OURO

    1.739,40
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    16.187,27
    -209,90 (-1,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,58
    -0,71 (-0,19%)
     
  • S&P500

    3.963,94
    -62,18 (-1,54%)
     
  • DOW JONES

    33.849,46
    -497,57 (-1,45%)
     
  • FTSE

    7.474,02
    -12,65 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    27.967,05
    -195,78 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.630,50
    +14,25 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5433
    -0,0059 (-0,11%)
     

Brasil abre 278.639 vagas formais de trabalho em agosto, acima do esperado, mostra Caged

.

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil abriu 278.639 vagas formais de trabalho em agosto, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O resultado do mês passado, que ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters de criação líquida de 268.700 empregos, é fruto de 2,052 milhões de admissões e 1,773 milhão de desligamentos. O saldo de agosto ficou abaixo dos 388.267 postos abertos no mesmo mês de 2021, de acordo com a série ajustada.

Com o resultado, o estoque de empregos formais no país atingiu 42,5 milhões, o maior resultado para agosto da série com ajustes iniciada em 2010.

No acumulado dos oito primeiros meses do ano, o saldo de empregos formais no Brasil está positivo em 1,853 milhão de vagas. No mesmo período de 2021, o superávit era de 2,174 milhões de postos de trabalho, segundo a série com ajustes.

Houve saldo positivo de vagas em todos os setores no mês passado, com destaque para serviços, com abertura de 141.113 postos. Houve criação de 52.760 empregos formais na indústria, 41.886 no comércio, 35.156 no setor de construção e 7.724 na agropecuária.