Mercado fechado

Brasil é um dos melhores mercados para investir em 2020, diz J.P. Morgan

Giovanna Almeida
Brasil é um dos melhores mercados para investir em 2020, diz J.P. Morgan

O J.P. Morgan (NYSE: JPM) informou, na última sexta-feira (10), que o Brasil é um dos melhores países para investir em ações na América Latina em 2020. A instituição financeira salientou a recomendação overweight, ou seja, com desempenho acima da média do mercado, para o País.

De acordo com o J.P. Morgan, o bom desempenho do mercado brasileiro em 2020 ocorrerá pela continuação dos fatores que movimentaram o mercado no ano passado, como as reformas econômicas, as privatizações e a queda da taxa básica de juros (Selic). Além disso, a melhora da perspectiva global também deverá contribuir para um cenário otimista no Brasil.

“As taxas de juros estão mais baixas e também a percepção de risco, como o CDS brasileiro, que está muito próximo de seu nível mais baixo de todos os tempos, encolhendo 100 pontos-base em 2019. Isso estimula uma fuga da renda fixa para ações. Isso aconteceu em 2019, compensando em mais de duas vezes o resgate de investidores estrangeiros”, afirmou a estrategista da empresa norte-americana, Emy Shayo Cherman.

Mesmo com a previsão otimista, a instituição financeira ressaltou que existem riscos ao investir no Brasil que são típicos de todos os países da América Latina. Como fator de risco, o banco salientou um possível choque no mercado motivado por escândalos, greves, protestos ou demissões.

"Os cisnes negros costumam visitar o Brasil com frequência, e são eles que devemos temer, considerando que em 2019 eles não apareceram", afirmou Cherman.

Previsão para o PIB do Brasil em 2020

O J.P. Morgan informou ainda que prevê um crescimento entre 2% e 2,5% para o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2020. O número está acima do avanço de 2,30% previsto no Boletim Focus que foi divulgado na última segunda-feira (6).

Segundo a estrategista do banco, o consumo, a expansão do crédito e a melhora do emprego devem contribuir para o avanço do PIB. Ademais, o investimento também deverá subir e, com isso, refletir no avanço da economia.

J.P. Morgan recomenda ações para 2020

O J.P. Morgan recomendou, para 2020, uma alocação de investimentos com maior risco. O objetivo é aproveitar o impulso da economia global após a desaceleração dos últimos meses.

Saiba mais: J.P. Morgan recomenda ações para 2020, diminuindo a exposição ao ouro

O J.P. Morgan continua com a recomendação underweight em títulos de dívida, principalmente em crédito privado com grau de investimento, e aconselhou diminuir a exposição em ouro.

As indicações do banco norte-americano englobam bancos japoneses, ações alemãs e mercados emergentes, como o Brasil.