Mercado abrirá em 5 h 8 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,04
    +0,76 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.853,30
    +11,20 (+0,61%)
     
  • BTC-USD

    30.501,58
    +1.085,18 (+3,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,84
    +9,47 (+1,41%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.456,73
    +66,75 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    20.441,94
    -275,30 (-1,33%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.958,50
    +117,75 (+0,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1574
    +0,0046 (+0,09%)
     

Brasil é o país que mais derrubou florestas primárias em 2021, aponta relatório

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em 2021, mais de 11,1 milhões de hectares de florestas foram desmatados em todo o mundo, de acordo com um novo levantamento feito pelo World Resources Institute (WRI). Só o Brasil foi responsável por mais de um terço da destruição nas regiões tropicais, impulsionada principalmente pelo setor de carne bovina.

A maior parte do desmatamento destruiu as chamadas florestas tropicais primárias — florestas antigas e, até então, intactas que armazenam um grande quantidade de carbono. No entanto, com tamanha destruição, essa cobertura vegetal pode passar a emitir carbono para a atmosfera, alimentando o aquecimento global.

Perda de floresta primária no Brasil nos últimos anos. Em verde, é apenas o desmatamento e, em vermelho, o desmatamento associado a queimadas (Imagem: Reprodução/WRI)
Perda de floresta primária no Brasil nos últimos anos. Em verde, é apenas o desmatamento e, em vermelho, o desmatamento associado a queimadas (Imagem: Reprodução/WRI)

Ainda assim, essa destruição não se limita às regiões tropicais. A Rússia, que abriga a maior área florestal do mundo, perdeu mais de 6,5 milhões de hectares para os incêndios florestais, mas o WRI não considera esse número na conta do desmatamento — especialmente porque a floresta tende a se recuperar.

O tamanho do desmatamento é assustador, mas não é novidade. O ano passado só não registrou uma destruição maior do que a observada em 2020. Embora muitas empresas e países tenham se comprometido em preservar esses importantes ecossistemas, na prática nada parece mudar.

Brasil lidera o ranking

Infelizmente, o desmatamento em território brasileiro não pega ninguém de surpresa. No ano passado, mais de 40% do desmatamento de florestas primárias aconteceu aqui. A maior parte na Amazônia, a maior floresta tropical do mundo.

Em 2021 o Brasil perdeu mais de 1,5 bilhão de suas florestas primárias. A Amazônio foi a região mais afetada (Imagem: Reprodução/WRI)
Em 2021 o Brasil perdeu mais de 1,5 bilhão de suas florestas primárias. A Amazônio foi a região mais afetada (Imagem: Reprodução/WRI)

A destruição é tanta que imagens de satélite revelam facilmente a extensão das áreas desmatadas. Os cientistas temem que o crescente desmatamento da Floresta Amazônica transforme a maior floresta tropical do mundo em uma savana.

A pesquisadora Frances Seymor, que participou do relatório, ressaltou que essa perda de floresta afeta não apenas o clima e a biodiversidade, mas também os povos indígenas que vivem na região amazônica. Outra região ameaçada por essa destruição é a República Democrática do Congo (RDC).

Evolução do desmatamento no estado do Mato Grosso, enter março e abril deste ano (Imagem: Reprodução/EU/Copernicus Sentinel-2)
Evolução do desmatamento no estado do Mato Grosso, enter março e abril deste ano (Imagem: Reprodução/EU/Copernicus Sentinel-2)

O Congo abriga a segunda maior floresta tropical do mundo e, embora não seja tão famosa quanto a Amazônia, ela não é menos importante. Essa floresta é lar de inúmeras espécies animais ameaçadas de extinção, como os chimpanzés e elefantes, além de mais de 100 grupos étnicos.

O maior destruidor de florestas

Sem sombra de dúvidas, o desmatamento de florestas para criação de gado é o maior destruidor da cobertura vegetal. O setor de gado destruiu mais que o dobro do desmatamento associado à produção de soja, óleo de palma e derivados de madeira, segundo a WWF.

Criação de gado é a principal responsável pela maior parte do desmatamento global (Imagem: Reprodução/Pixabay/Leamsii)
Criação de gado é a principal responsável pela maior parte do desmatamento global (Imagem: Reprodução/Pixabay/Leamsii)

O consumo global de carne também não para de subir. Em 1990 a humanidade consumiu 48 bilhões de quilos de carne bovina. Em 2019, esse número superou os 70 bilhões de quilos, de acordo com a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O Brasil também lidera o ranking de desmatamento associado à carne bovina. Em segundo lugar, fica o Paraguai. Os cientistas estimam que as empresas responsáveis pela criação de gado sejam responsáveis por até 80% de toda destruição da Floresta Amazônica.

A pecuária produz cerca de 10 vezes mais desmatamento do que a produção global de dendê. Embora seja um problema, é mais comum que empresas de dendê se comprometam a não destruir florestas do que o setor pecuário. Na contramão dessa tendencia, a Indonésia tem reduzido seu desmatamento.

Áreas do Brasil mais afetadas pelo desmatamento registrado em 2021 e 2022 (Imagem: Reprodução/WRI)
Áreas do Brasil mais afetadas pelo desmatamento registrado em 2021 e 2022 (Imagem: Reprodução/WRI)

Segundo o relatório, em 2021 o desmatamento na Indonésia caiu pelo quinto ano seguido, diminuindo 25% em relação a 2020. No ano passado, durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), líderes globais se comprometeram a parar com o desmatamento até 2030.

Potências econômicas como a China ofereceram mais de 19 bilhões de dólares para ajudar os países em desenvolvimento na restauração e proteção de suas florestas. Outro ponto positivo, observado na Indonésia, é que as políticas ambientais estão integrando os direitos dos povos indígenas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos