Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.943,90
    -2,80 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.043,21
    -315,70 (-1,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

Brasil é apenas o 20º melhor país em infraestrutura para carros elétricos

O Brasil ficou na posição 20 de 30 em um ranking de infraestrutura para carros elétricos. A análise, chamada de EV Charging Index, foi feita pela consultoria Roland Berger e teve como critério 27 itens, dentre os quais estão, por exemplo, incentivos governamentais, metas de diminuição de consumo e, claro, a oferta de carregadores.

O estudo, que está disponível no site oficial da consultoria, revela dados interessantes, como a venda total de modelos elétricos no mercado global no primeiro semestre de 2022. Segundo a Roland, foram 4 milhões de unidades emplacadas, um crescimento de 6% em comparação com o segundo semestre de 2021.

A Volvo tem muitos carregadores espalhados pelo Brasil (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)
A Volvo tem muitos carregadores espalhados pelo Brasil (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)

No Brasil, a consultoria indica que existem grandes desafios, como o tamanho do país e a necessidade de se conviver com o etanol, por exemplo, que, ao menos nas emissões de CO², é menos poluente do que a gasolina. Mesmo com o 20º lugar no ranking, há potencial para crescimento, já que as montadoras investem em carregadores e há um enorme interesse dos consumidores em carros elétricos.

Um dos exemplos mais proeminentes é a Volvo, que já inaugurou diversos corredores ligando São Paulo a outras cidades pelo país. O Canaltech, por exemplo, testou a ligação entre a capital paulista e Belo Horizonte/MG, a bordo de um Volvo C40 e efetuando uma recarga rápida no meio do caminho.

Ásia e América do Norte melhoram, Europa piora

O estudo da Roland Berger também mostra a situação em outras regiões do mundo. O melhor local para se ter un carro elétrico segue sendo a Ásia, mais precisamente a China, já que há uma enorme necessidade em se diminuir a emissão de poluentes no país — além de um forte crescimento das montadoras, como a BYD.

Eletroposto da Electrify America em uma estrada nos Estados Unidos (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Eletroposto da Electrify America em uma estrada nos Estados Unidos (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Na América do Norte, os Estados Unidos, como era de se esperar, são os grandes líderes em eletrificação. No primeiro semestre de 2022, foram instalados 14.600 carregadores no país, muitos deles em grandes estações e eletropostos, como da startup Electrify America. Já na Europa, o crescimento desacelerou no mesmo período.

Veja o ranking completo do estudo da Roland Berger e as respectivas pontuações dos países:

  1. China: 81

  2. Alemanha: 71

  3. Holanda: 69

  4. EUA: 68

  5. Reino Unido: 66

  6. França: 65

  7. Noruega: 63

  8. Suécia: 60

  9. Itália: 57

  10. Coréia do Sul: 57

  11. Espanha: 56

  12. Portugal: 55

  13. Índia: 48

  14. Singapura: 48

  15. Canadá - 47

  16. Suíça: 45

  17. Japão: 43

  18. Bélgica: 41

  19. Romênia: 40

  20. Brasil: 39

  21. Israel: 36

  22. Turquia -35

  23. Qatar: 35

  24. Hungria: 34

  25. Tailândia: 34

  26. Indonésia: 30

  27. Malásia: 29

  28. Vietnã - 26

  29. Emirados Árabes Unidos: 26

  30. Arábia Saudita: 16

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: