Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,70
    +0,49 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.203,88
    -980,56 (-3,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.834,75
    -43,50 (-0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1526
    -0,0662 (-1,27%)
     

Brasília em Off: As dificuldades do programa econômico de Lula

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Bloomberg) -- A decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de centralizar sua campanha e postergar a apresentação de um programa de governo tem criado dificuldades no diálogo com economistas de fora do PT. Já há uma longa lista de especialistas dentro do próprio partido que se acotovelam para aconselhar o ex-presidente em assuntos como o teto de gastos, o futuro da Petrobras ou as reformas tributária e trabalhista.

Neste cenário, abrir espaço para ouvir outros nomes que venham junto da frente ampla que apoia a candidatura de Lula, especialmente aqueles ligados ao ex-governador Geraldo Alckmin, se tornou algo complexo. Segundo um desses economistas, o debate neste momento dentro do PT está excessivamente superficial, com muitas linhas mestras, mas poucas propostas concretas sobre como enfrentar os problemas.

Acredito vendo

Embora o presidente Jair Bolsonaro tenha dado a seus ministros o sinal verde para conceder um reajuste de 5% ao funcionalismo público a partir de julho, os técnicos da equipe econômica não cravam que essa será mesmo a decisão final sobre o tema. Segundo um integrante da Economia, o assunto tem feito tantas idas e vindas, que até que a decisão esteja publicada, ninguém pode acreditar nela.

Eletrobras

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já afirmou publicamente que a equipe de Lula estaria fazendo campanha junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) contra a capitalização da Eletrobras. No entanto, segundo integrantes da corte, os ministros também receberam ligações da turma de Paulo Guedes para pressionar a favor da operação, afirmando que a corte de contas faria um enorme estrago na economia e no futuro da empresa se não desse logo o sinal verde para a operação.

Tweets da semana

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos