Mercado fechará em 3 h 10 min
  • BOVESPA

    110.949,74
    +2.056,42 (+1,89%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.723,23
    +944,36 (+2,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,39
    -0,95 (-2,10%)
     
  • OURO

    1.812,50
    +31,60 (+1,77%)
     
  • BTC-USD

    19.248,62
    -151,15 (-0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    377,86
    -2,00 (-0,53%)
     
  • S&P500

    3.663,15
    +41,52 (+1,15%)
     
  • DOW JONES

    29.983,27
    +344,63 (+1,16%)
     
  • FTSE

    6.386,48
    +120,29 (+1,92%)
     
  • HANG SENG

    26.567,68
    +226,19 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    26.787,54
    +353,92 (+1,34%)
     
  • NASDAQ

    12.350,75
    +73,75 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3223
    -0,0389 (-0,61%)
     

Bradesco e executivos pagam R$95 mi ao BC em processo sobre operações cambiais

·1 minuto de leitura
.
.

SÃO PAULO (Reuters) - O Bradesco e um grupo de oito executivos ligados ao banco aceitaram pagar em conjunto 95 milhões de reais ao Banco Central como parte de um acordo para encerrar um processo sobre irregularidades envolvendo operações de câmbio.

De acordo com o termo de compromisso celebrado na última sexta-feira (29 de maio), 92,2 milhões de reais serão pagos pelo Bradesco. Um grupo de oito executivos aceitou pagar, cada um, 350 mil reais.

De acordo com o documento, além do valor a ser pago, o banco se compromete a "abster-se de deixar de comunicar ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) movimentações atípicas de recursos" e "submeter ao BC plano de ação de melhorias nos procedimentos de prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo".

Em contrapartida, o BC afirmou, no termo de compromisso, que não abrirá um processo sancionador contra o banco.

Em nota, o Bradesco afirmou que o termo de compromisso é uma oportunidade de "aprimoramento contínuo dos procedimentos de prevenção à lavagem de dinheiro e no combate ao uso indevido do Sistema Financeiro Nacional", e que tem sistemas e políticas sólidas em linha com as melhores práticas de mercado".

(Por Aluísio Alves)