Mercado fechará em 4 h 5 min

Bradesco afasta possibilidade de compra de participação no banco digital C6

Flávia Furlan e Talita Moreira

"Não estamos olhando isso", afirmou o presidente do Banco, Octávio de Lazari

Claudio Belli/Valor

O presidente do Bradesco, Octávio de Lazari, afastou hoje a possibilidade de a instituição financeira adquirir o banco digital C6. “Temos um braço de private equity, com investimento em vestuário, fintechs, logística e ERP. Mas não tem nada, não estamos olhando isso”, afirmou a jornalistas.

Fundado por ex-executivos do BTG Pactual, o C6 Bank atingiu 2 milhões de clientes em maio, entre eles pessoas físicas e jurídicas. A fintech tem a intenção de ser um banco digital completo, oferecendo serviços como conta digital, nacional e internacional, cartões, seguros e crédito, entre outros.

No início de julho, o colunista Lauro Jardim, do jornal "O Globo", noticiou que o Bradesco estaria na reta final para comprar uma participação no banco digital, em um negócio avaliado em R$ 2 bilhões. O Bradesco, no entanto, tem um banco digital próprio, o Next, que chegou a 2,7 milhões de clientes em junho, mas cuja previsão é alcançar 3,5 milhões em dezembro.

“Não faz sentido comprar banco digital agora porque temos o Next, que vai vir com grandes novidades no terceiro trimestre”, disse Lazari. O Bradesco prepara um processo de independência estrutural do Next no qual vai apartar o banco digital da instituição financeira.