Mercado fechado

Brad Pitt é acusado de estelionato em processo de R$ 560 mil

Rafael Monteiro
·1 minuto de leitura
US actor Brad Pitt arrives for the 92nd Oscars at the Dolby Theatre in Hollywood, California on February 9, 2020. (Photo by VALERIE MACON / AFP) (Photo by VALERIE MACON/AFP via Getty Images)
Brad Pitt (Photo by VALERIE MACON / AFP) (Photo by VALERIE MACON/AFP via Getty Images)

Uma empresária do Texas, nos Estados Unidos, chamada Kelli Christina acusa Brad Pitt de receber dinheiro por eventos de caridade aos quais nunca compareceu. As informações do processo foram reveladas pelo jornal britânico Daily Mail.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Segundo a publicação, o ator teria recebido US$ 40 mil (cerca de R$ 223 mil, na conversão atual) por sua participação em eventos de caridade criados para arrecadar fundos para Nova Orleans, região duramente afetada pelo furacão Katrina em 2005.

Leia também

Procurado pela Justiça, o ator, no entanto, afirma nunca ter tido contato com ela e nem recebido qualquer valor da empresária. Os advogados do artista trabalham com a ideia que alguém se passou por Brad Pitt na negociação.

Kelli Christina processa Brad Pitt por quebra de contrato e fraude, além de danos adicionais. No total, ela pede na Justiça o valor de US$ 100 mil (algo em torno dos R$ 560 mil).

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube