Mercado abrirá em 4 h 34 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,72
    -0,33 (-0,51%)
     
  • OURO

    1.693,80
    +15,80 (+0,94%)
     
  • BTC-USD

    53.918,13
    +4.069,87 (+8,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.086,49
    +62,28 (+6,08%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.708,22
    -10,91 (-0,16%)
     
  • HANG SENG

    28.773,23
    +232,40 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.478,75
    +181,50 (+1,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9831
    +0,0233 (+0,33%)
     

BR vê reação para combustíveis no início de 2021, similar ao 4º tri de 2020, diz CEO

·1 minuto de leitura
.

SÃO PAULO (Reuters) - A BR Distribuidora, maior empresa do setor de distribuição de combustíveis do Brasil, vê cenário favorável à reação do mercado no início de 2021, assim como no fim de 2020, disse nesta quinta-feira o presidente-executivo da companhia, Rafael Grisolia.

Ele afirmou ter uma visão otimista sobre o avanço na economia do país e, apesar das mudanças no perfil de consumo impostas pela pandemia do novo coronavírus, a energia é um item necessário, fato que contribui para a demanda.

"O ano de 2021 está abrindo muito parecido com o fechamento de 2020... tende a ser uma repetição do quarto trimestre", disse o executivo em entrevista transmitida pela internet.

"É um ano de recuperação", acrescentou, ao citar também a importância do início da vacinação contra a Covid-19.

Para ele, a demanda por fontes de energia se dará por meio de um Produto Interno Bruto (PIB) mais elevado do que em 2020.

Em novembro, em teleconfência de resultados do terceiro trimestre, Grisolia havia dito que a BR via melhores volumes de vendas de etanol, gasolina, diesel e até de combustíveis de aviação no quarto trimestre, pela maior mobilidade nas cidades e uma recuperação da economia do país.

Após "recuperações importantes de volume", disse ele nesta quinta-feira, a empresa deve retomar seus planos. "Um negócio em que a gente vai investir é o GNL (gás natural liquefeito)".

Segundo o executivo, em breve o mercado será informado sobre os próximos passos da companhia.

(Por Nayara Figueiredo)