Mercado fechado

BR Malls altera plano de incentivo para atrair e reter mais colaboradores

Allan Ravagnani

Objetivo também é alinhar os interesses de longo prazo entre os acionistas, administradores e empregados O conselho de administração da BR Malls fez algumas alterações no Plano de Incentivo de Remuneração de Longo Prazo (Plano de Performance Shares) para permitir a participação de empregados e colaboradores das sociedades, associações ou condomínios nos quais a companhia participe, direta ou indiretamente.

Segundo a companhia, a alteração do plano visa deixá-lo mais aderente, atrair, reter e motivar os colaboradores, além de alinhar os interesses de longo prazo entre os acionistas, administradores e empregados.

O conselho ajustou a quantidade máxima de ações abrangidas pelo plano, passando o limite para até 11,5 milhões de ações ordinárias, correspondente a 1,32% do capital da companhia, respeitando o limite máximo de concessão anual de até 2,3 milhões de ações.

O tempo de carência para que as ações possam ser concedidas aos participantes, foi reduzido de cinco anos para três anos, contados da outorga de cada programa.