Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.132,53
    +346,23 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.200,59
    -535,89 (-1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,86
    +0,95 (+2,12%)
     
  • OURO

    1.804,20
    -0,40 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    18.850,16
    -190,68 (-1,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    372,50
    +1,99 (+0,54%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.391,09
    -41,08 (-0,64%)
     
  • HANG SENG

    26.669,75
    +81,55 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    26.296,86
    +131,27 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.174,25
    +98,25 (+0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3370
    -0,0599 (-0,94%)
     

BR Distribuidora vê queda de 74,9% no lucro do 3º tri, mas aponta reação de vendas

·1 minuto de leitura
.
.

SÃO PAULO (Reuters) - A BR Distribuidora registrou lucro líquido de 335 milhões de reais no terceiro trimestre, queda de 74,9% ante o mesmo período do ano passado, com suas vendas afetadas na comparação anual pela pandemia, ainda que tenham se recuperado ante o segundo trimestre, conforme relatório de resultados divulgado nesta terça-feira.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da maior distribuidora de combustíveis do país aumentou 1,8% no período na comparação com 2019, para 834 milhões de reais, e avançou 2,2% ante o trimestre anterior.

O volume de vendas da BR distribuidora caiu 9,8% no terceiro trimestre versus o mesmo período do ano passado, para 9,455 bilhões de litros, mas aumentou 20,8% em relação ao segundo trimestre, principalmente com crescimento das vendas do ciclo otto (31,4%) e diesel (18,2%).

A receita líquida apresentou redução de 13,2% em comparação com o mesmo período do ano passado, para 21,1 bilhões de reais, em função, principalmente, da queda no volume dos produtos vendidos e redução do preço médio de realização.

No caso do lucro líquido, a companhia assinalou que o resultado do terceiro trimestre de 2019 havia sido positivamente impactado por receitas extraordinárias relacionadas a recebimentos de dívidas do Sistema Eletrobras.

(Por Roberto Samora)