Mercado abrirá em 2 h 28 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,92
    +0,94 (+1,27%)
     
  • OURO

    1.747,60
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    43.825,30
    +748,89 (+1,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.092,79
    -10,27 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.069,65
    +18,17 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.269,50
    -49,25 (-0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2452
    -0,0104 (-0,17%)
     

Boxe: Beatriz Ferreira vence finlandesa e vai em busca do ouro em Tóquio

·2 minuto de leitura
A brasileira Beatriz Ferreira celebra vitória durante as quartas de final da categoria peso leve (57-60kg), nos Jogos de Tóquio

A boxeadora brasileira Beatriz Ferreira passou para a final da categoria peso leve (57-60kg) nos Jogos de Tóquio, nesta quinta-feira, ao derrotar a finlandesa Mira Marjut Johanna Potkonen, em decisão unânime dos árbitros (5 a 0).

Atual campeã mundial da categoria, a baiana de 28 anos dominou a luta do início ao fim e comemorou a vitória com uma pequena dança no ringue, enquanto Potkonen, de 40 anos e bronze na Rio-2016, chorava inconsolavelmente em seu canto.

Agora, Bia vai em busca do primeiro ouro olímpico para o boxe feminino brasileiro na madrugada de domingo, contra a irlandesa Kellie Anne Harrington, que em sua semifinal derrotou a tailandesa Sudaporn Seesondee. Até o momento, o Brasil conquistou apenas um bronze com Adriana Araújo, em Londres-2012, na estreia da categoria feminina nas Olimpíadas.

Na manhã desta quinta-feira no Japão, numa semifinal que reuniu duas lutadoras que já haviam se enfrentado três vezes antes (com duas vitórias para a europeia e uma para a sul-americana), Beatriz Ferreira fez um primeiro round avassalador, atacando com velocidade e deixando a adversária sem poder de reação, com os juízes marcando 5 a 0 para a brasileira.

Na etapa seguinte, Bia foi um pouco mais conservadora, investindo em contra-ataques, dando algumas oportunidades de reação à boxeadora da Finlândia, que mesmo assim chegou a perder o equilíbrio no ringue (4 a 1).

No terceiro round, apesar de dar sinais de cansaço, a lutadora da Bahia manteve-se na ofensiva e conseguiu levar o duelo até o fim, sem levar sustos, obtendo nova vitória por 5 a 0 e o direito de buscar o histórico primeiro lugar no pódio olímpico.

"Eu quero (a medalha) dourada, vou brigar até o fim. Vamos adiante, vamos subir no pódio, ficar no lugar mais alto e ouvir o nosso hino. Vai ser difícil tirar ela de mim. Treinei o tempo todo pra isso", declarou Bia depois da luta, em entrevista ao canal SporTV.

O Brasil, que chegou à capital japonesa com sete boxeadores, já conquistou uma medalha de bronze com Abner Teixeira, no peso pesado, e tem ainda Hebert Conceição na final do peso médio (até 75kg). Ele enfrentará o ucraniano Oleksandr Khyzniak , na madrugada de sábado, a partir das 02H45 (horário de Brasília).

O pugilista baiano de 23 anos, que também lutou nesta quinta-feira, derrotou na semifinal o russo Gleb Bakshi, atual campeão mundial.

Agora, Beatriz Ferreira e Hebert Conceição têm a oportunidade de repetir o feito de Robson Conceição, medalhista de ouro na categoria leve nos Jogos do Rio.

gbv/psr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos