Bovespa tem o 51º melhor desempenho em 2012, diz Austin

O fraco resultado da Bovespa durante o ano passado fez com que ela ocupasse o 51º lugar no ranking mundial de desempenho. Com valorização de apenas 7,82% no período, a Bolsa paulista ficou abaixo da mediana de seus pares internacionais, que corresponde a um ganho de 9,14%. O levantamento divulgado nesta quinta-feira foi feito pela Austin Rating e leva em conta a performance das 92 principais bolsas de valores do mundo.

Todos os valores correspondem apenas às oscilações dos índices na moeda de cada um dos países estudados. Além disso, o resultado equivale ao exato intervalo de 12 meses anteriores ao último pregão de 2012. No caso da Bovespa, por exemplo, a referência é 28 de dezembro do ano passado e 28 de dezembro de 2011. Se considerarmos o último pregão de 2011, que foi no dia 29 de dezembro, a valorização da Bovespa seria ainda menor, de 7,40%.

O ranking é liderado pela Bolsa de Valores da Venezuela, que teve valorização de 302,81%, desempenho seis vezes superior à segunda colocada, a bolsa de valores do Paquistão, com alta de 52,28%.

Quando se trata dos países que compõem o Bric (Brasil, Rússia, Índia e China), o desempenho foi modesto, com valorização mediana de 7,7%. Segundo a Austin, esse número reflete a expectativa do mercado para o crescimento dessas economias em 2012 e, principalmente, a queda dos preços de algumas commodities agrícolas e minerais. A bolsa de valores da Índia foi a melhor colocada no ranking, com ganho de 25,7% no ano passado, na 15ª posição.

Mesmo com a lenta recuperação da economia norte-americana, os principais índices de Wall Street conseguiram apresentar uma alta importante em 2012, o que, segundo a agência de classificação de risco, revela um cenário mais otimista para a expansão do país neste ano.

A zona do euro, principal protagonista de notícias que levaram o mercado acionário mundial a preferir a aversão ao risco no ano passado, apresentou valorização mediana de 8,9%. E foi justamente a bolsa de Atenas que registrou a maior alta dentro do bloco, com ganho de 49,2% (5ª posição), devido à fraca base de comparação. Já o principal índice da Espanha (IBEX 35) encerrou o ano passado com queda de 5%, refletindo o cenário mais pessimista por parte dos investidores em relação à economia do país.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,0900-0,0198-0,64%
    USDBRL=X
    3,2844+0,0023+0,07%
    EURBRL=X
    0,9432-0,004-0,42%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    31,51-0,14-0,44%
    VALE5.SA
    15,18-0,38-2,44%
    PETR4.SA
    4,93-0,10-1,99%
    USIM5.SA
    5,86+0,15+2,63%
    GOAU4.SA
    16,40-0,52-3,07%
    LAME4.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    10,89+1,29+13,44%
    TEKA4.SA
    4,18+0,45+12,06%
    BEES4.SA
    4,24+0,43+11,29%
    LFFE3.SA
    7,41+0,71+10,60%
    CRPG5.SA
    28,00+2,60+10,24%
    BRSR3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    16,01-3,99-19,95%
    ITEC3.SA
    1,14-0,25-17,99%
    IGBR3.SA
    0,69-0,11-13,75%
    BBTG12.SA
    29,00-4,00-12,12%
    CEED3.SA
    3,33-0,45-11,90%
    CEDO4.SA