Bovespa segue exterior e fecha no azul em dia volátil

Depois de passar quase toda a sessão oscilando entre os terrenos positivo e negativo, a Bovespa seguiu a melhora do mercado acionário nova-iorquino e encerrou em alta nesta quarta-feira. Entretanto, como as preocupações com o abismo fiscal nos Estados Unidos seguem no radar, os investidores continuam evitando ativos de risco, o que limitou a Bolsa a alçar ganhos mais consistentes.

As ações da Petrobras ajudaram a puxar o índice para cima, enquanto os papéis da Vale operaram em direção contrária. O setor elétrico mostra recuperação, apesar de o governo ter afirmado que nada mudou quanto ao prazo para assinatura dos contratos de prorrogação das concessões.

O Ibovespa encerrou o pregão em alta de 0,52%, aos 56.539,40 pontos. O índice oscilou de 55.686 pontos (-1,00%), na mínima, a 56.591 pontos (+0,61%), na máxima do dia. Neste mês, a Bolsa acumula queda de 0,92% e, no ano, perda de 0,38%. O giro financeiro somou R$ 6,464 bilhões. Os números são preliminares.

"O risco de abismo fiscal nos Estados Unidos continua como principal fator que gera a volatilidade que vimos hoje. Com volatilidade na veia, a nossa Bolsa fica neste sobe-e-desce", descreveu os negócios o analista de investimentos da SLW Pedro Galdi.

À tarde, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que está fazendo sua parte para chegar a um acordo com o Congresso para evitar o chamado abismo fiscal. O comentário até animou os mercados na segunda metade dos negócios, embora os agentes careçam de indicações mais concretas de que o risco esteja realmente afastado.

Entre as blue chips, as ações da Petrobras ampliaram os ganhos no fim do dia, encerrando em alta de 0,68% as ON e de 0,76% as PN. Na contramão, Vale ON caiu 1,67% e PNA recuou 1,43%.

As principais altas do Ibovespa foram lideradas por B2W ON, com avanço de 11,79%, seguida por Dasa ON (+4,41%), Hypermarcas ON (+3,64%), Braskem PNA (+3,61%) e Cetip ON (+3,37%). As elétricas continuam em destaque, com Cesp PNB subindo 2,94% e Cemig PN, em alta de 2,69%.

Já os destaques de queda foram encabeçados por LLX ON (-4,92%), MMX ON (-3,61%), Embraer ON (-2,19%) e Brookfield ON (2,11%).

Em Wall Street, às 17h28 (horário de Brasília), o índice Dow Jones registrava alta de 0,46%, o S&P500 subia 0,27% e o Nasdaq avançava 0,26%.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,10830,000,00%
    USDBRL=X
    3,2991+0,0085+0,26%
    EURBRL=X
    0,9408-0,0036-0,38%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    31,51-0,14-0,44%
    VALE5.SA
    15,18-0,38-2,44%
    PETR4.SA
    4,93-0,10-1,99%
    USIM5.SA
    5,86+0,15+2,63%
    GOAU4.SA
    16,40-0,52-3,07%
    LAME4.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    10,89+1,29+13,44%
    TEKA4.SA
    4,18+0,45+12,06%
    BEES4.SA
    4,24+0,43+11,29%
    LFFE3.SA
    7,41+0,71+10,60%
    CRPG5.SA
    28,00+2,60+10,24%
    BRSR3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    16,01-3,99-19,95%
    ITEC3.SA
    1,14-0,25-17,99%
    IGBR3.SA
    0,69-0,11-13,75%
    BBTG12.SA
    29,00-4,00-12,12%
    CEED3.SA
    3,33-0,45-11,90%
    CEDO4.SA