Bovespa reverte perto do fechamento e tem leve queda

A Bovespa encerrou o pregão desta segunda-feira praticamente estável, apesar de o pessimismo ter dado uma trégua nos mercados internacionais. Depois de passar a tarde em alta discreta, nos últimos minutos, o principal índice da Bolsa reverteu, com a acentuação da queda das ações da Petrobras e OGX. Em dia de vencimento de opções sobre ações, a Vale foi responsável por segurar o Ibovespa no azul na segunda metade dos negócios.

A Bolsa encerrou em queda de 0,06%, aos 59.566,52 pontos. Sem força, o Ibovespa oscilou entre 59.323 pontos (-0,47%), na mínima, e os 59.914 pontos (+0,52%), na máxima. O volume financeiro totalizou R$ 11,931 bilhões, dos quais R$ 5,367 bilhões corresponderam ao exercício de opções sobre ações, segundo dados preliminares da BM&FBovespa. No mês, a Bovespa acumula ganho de 3,64%, e, no ano, de 4,96%.

"A nossa Bolsa está bem sem graça mesmo. Enquanto as empresas de óleo e gás e os setores de metalurgia e financeiro não saírem dos atuais patamares, vamos permanecer nesse nível mesmo", afirmou o operador de renda variável da Icap Brasil Rodrigo Falcão. Ele considera que as ações desses setores estão em patamares baratos, mas destaca que, para o investidor estrangeiro, o mercado brasileiro se torna menos interessante devido às recentes manifestações de ingerência política.

As ações da Vale subiram 1,94% as ON (máxima da sessão) e 1,41% as PNA, na esteira da recuperação da economia chinesa e do preço do minério de ferro.

Em contrapartida, os papéis da Petrobras sofreram ajuste após a alta de mais de 3% na sexta-feira, quando subiram amparados por rumores sobre aumento no preço dos combustíveis. Nesta sessão, as ações ON e PN perderam 1,61% e 1,43%, respectivamente. Pesam ainda as notícias sobre perdas milionárias com a refinaria da companhia nos Estados Unidos.

No setor, OGX ON foi a principal queda do Ibovespa, com perda de 5,27%, seguida por JBS ON (-4,03%), Cia. Hering ON (-2,33%), BM&FBovespa ON (-2,25%) e Pão de Açúcar PN (-1,76%).

Os destaques de alta do Ibovespa foram liderados por Embraer ON, que subiu 4,54%. Em seguida, apareceram Cetip ON (+3,20%), Dasa ON (3,14%), Souza Cruz ON (+2,29%) e Klabin (+2,39%).

Em Wall Street, às 17h57 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,44%, o S&P 500 avançava 0,77% e o Nasdaq apresentava alta de 0,81%.

Carregando...