Bovespa cai pela 5ª vez seguida, na contramão externa

Após sustentar alta desde a abertura, a Bovespa dava sinais de que inverteria a sequência de quatro quedas e encerraria o pregão desta terça-feira no azul. No entanto, pouco depois das 15 horas, o principal índice da Bolsa não resistiu, migrou para o terreno negativo, na contramão dos mercados internacionais, e novamente fechou no menor patamar do ano. À tarde, Vale, OGX e siderúrgicas pressionaram o Ibovespa e foram determinantes para a quinta baixa consecutiva do Ibovespa.

O índice chegou ao fim do dia com desvalorização de 0,52%, aos 57.314,40 pontos, nível mais baixo desde 28 de novembro do ano passado (56.539,40 pontos). O giro financeiro somou R$ 6,906 bilhões (dado preliminar). Na máxima, durante a manhã, atingiu os 58.061 pontos (+0,78%), e, na mínima, recuou para 57.234 pontos (-0,66%). No mês, a Bovespa acumula perda de 4,09% e, no ano, declínio de 5,97%.

Segundo operadores, a inversão da Bovespa nesta tarde não teve um motivo específico, o que mostra a fragilidade do mercado brasileiro. "O mercado está sem sustentação, 99% dos negócios hoje são giro, ou seja, de investidores que buscam ganhos no curtíssimo prazo. Não tem tomador final", disse o gerente de renda variável da H. Commcor, Ari Santos.

Entre as blue chips, as ações ON e PNA da Vale caíram 1,03% e 0,91%, respectivamente. Os papéis da Petrobras fecharam em direções distintas, com os ON em baixa de 0,13% e os PN em alta de 1,12%, o que ajudou a amenizar parte da queda do Ibovespa.

As ações da OGX ON tiveram mais um dia de fortes perdas e caíram 4,83%, liderando as quedas do índice à vista. Outros destaques de desvalorização do Ibovespa foram LLX ON (-4,46%), Suzano PNA (-4,03%), JBS ON (-3,89%) e Usiminas ON (-2,49%).

As principais altas foram lideradas por Braskem PNA, com avanço de 7,05%, seguida por B2W ON (+2,64%), BRF ON (+2,45%), PDG ON (+2,32%) e Banco do Brasil ON (+1,87%).

Em Wall Street, por volta das 18h (horário de Brasília), as principais bolsas norte-americanas operavam em alta. O índice Dow Jones subia 0,35%, o S&P 500 avançava 0,67% e o Nasdaq apresentava valorização de 0,63%.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,2330-0,0113-0,35%
    USDBRL=X
    3,6268-0,0229-0,63%
    EURBRL=X
    0,8910+0,0025+0,28%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    13,12-0,28-2,09%
    PETR4.SA
    3,45-0,09-2,54%
    GOAU4.SA
    2,77+0,05+1,84%
    OIBR4.SA
    8,47+0,06+0,71%
    ITSA4.SA
    3,47-0,06-1,70%
    USIM5.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    19,52+9,52+95,20%
    MWET3.SA
    7,96+1,11+16,20%
    TEKA4.SA
    2,60+0,35+15,56%
    AFLT3.SA
    2,61+0,23+9,66%
    BRGE12.SA
    2,02+0,13+6,88%
    HBOR3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    0,40-0,33-45,21%
    ALSC1.SA
    0,39-0,15-27,78%
    HBOR1.SA
    1,95-0,35-15,22%
    TXRX4.SA
    1,73-0,16-8,47%
    LIXC3.SA
    8,70-0,75-7,94%
    MNDL3.SA