Bovespa abre mais fraca, à espera de dados nos EUA

O revés nas negociações entre Casa Branca e Congresso para evitar um abismo fiscal nos Estados Unidos penaliza a abertura dos negócios na Bovespa nesta quinta-feira, após dois pregões seguidos de alta. Mas a agenda econômica norte-americana do dia é forte, o que pode aguçar o vaivém dos mercados financeiros. E, dependendo, principalmente, do resultado da leitura revisada do PIB nos EUA no trimestre passado, a Bovespa pode ter forças para buscar os 61 mil pontos ou mesmo deixar ameaçado o patamar dos 60 mil. Por volta das 10h, o Ibovespa recuava 0,21%%, aos 60.869 pontos, na mínima do dia.

O operador sênior da Renascença Corretora, Luiz Roberto Monteiro, afirma que "azedaram um pouco" as negociações entre republicanos e democratas. "E a Bolsa pode devolver parte dos ganhos após a esticada recente", avalia, referindo-se à alta de mais de 6% acumulada neste mês.

A Câmara dos Representantes deve colocar em votação, ainda nesta quinta-feira, o Plano B para impedir que uma série de cortes de gastos e aumento de impostos entrem automaticamente em vigor nos EUA em 2013. A proposta, feita pelo presidente da Casa, John Boehner, já recebeu uma ameaça de veto pelo presidente norte-americano, Barack Obama, caso seja aprovada. Ainda assim, Obama se diz otimista de que um acordo será alcançado antes do Natal.

"Os investidores devem continuar monitorando essas negociações, mas os dados econômicos nos EUA também chamam a atenção", acrescenta Monteiro. Ele destaca a segunda e última revisão para o Produto Interno Bruto (PIB) do país no terceiro trimestre deste ano que, se vier em linha com a previsão de +2,8% ou acima, pode "absorver" o movimento de realização de lucros ensaiada pelos mercados financeiros no Brasil e no exterior.

O dado será divulgado às 11h30, juntamente com os números semanais de pedidos de auxílio-desemprego. Às 13h, saem as vendas de moradias usadas, o índice de indicadores antecedentes e da atividade na região de Filadélfia - todos referentes a novembro - além do índice de preços de moradias em outubro.

Também por volta das 10h, o futuro do S&P 500 oscilava em leve alta de 0,06%. O mesmo comportamento lateral era observado entre as principais bolsas europeias e as commodities industriais, mas agora o viés passou ligeiramente para o positivo, de negativo no início do dia.

Carregando...