Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    17.110,95
    +386,15 (+2,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

"Boulos mata a mãe para ir ao baile de órfãos", diz aliado de Covas

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Ataque a Boulos partiu de Tripoli, em comentário feito ao lado de Covas. (Foto: Divulgação/PSDB)
Ataque a Boulos partiu de Tripoli, em comentário feito ao lado de Covas. (Foto: Divulgação/PSDB)

A campanha de Bruno Covas (PSDB) à reeleição em São Paulo subiu o tom nos ataques a seu adversário Guilherme Boulos (PSOL).

Escalado para estar ao lado de Covas na manhã desta terça-feira (17) durante um evento de apoio do Sindicato Nacional dos Aposentados, o ex-deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB) atacou dizendo que Boulos “mata a mãe para ir ao baile de órfãos”.

“O adversário (de Covas) mata a mãe para ir ao baile de órfãos para poder entrar. Imagine a agressividade que esse sujeito tem”, disse Tripoli, segundo reportagem do portal UOL.

Leia também

O ex-deputado tucano fez uma defesa enfática a Covas ressaltando que “Bruno visitava os bailes da terceira idade com a avó dele, dona Lila Covas”, enquanto Boulos é “filho de pai rico, viveu de mesada a vida inteira, foi para a periferia, mas nunca foi da periferia”.

“Ele tem boas roupas, vai a bons restaurantes”, disse Tripoli, que ainda acusou o PSOL de promover o que chamou de “lavagem de partido”, ao comentar os apoios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do Partido dos Trabalhadores a Boulos.

“Todos os que estão no PSOL antes estavam no PT”, afirmou o tucano, “Estão fazendo uma lavagem de partido? O Lula está apoiando (Boulos), todo mundo está apoiando”, completou.