Mercado abrirá em 6 h 58 min
  • BOVESPA

    110.203,77
    +2.266,66 (+2,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.104,39
    +213,80 (+0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,21
    -0,39 (-0,46%)
     
  • OURO

    1.847,20
    -5,30 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    37.764,58
    +1.745,62 (+4,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    858,24
    +37,65 (+4,59%)
     
  • S&P500

    4.356,45
    -53,68 (-1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.297,73
    -66,77 (-0,19%)
     
  • FTSE

    7.371,46
    +74,31 (+1,02%)
     
  • HANG SENG

    24.283,31
    +39,70 (+0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.081,23
    -50,11 (-0,18%)
     
  • NASDAQ

    14.219,25
    +78,50 (+0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1530
    +0,0009 (+0,01%)
     

Boulos diz que Prefeitura de SP tenta impedir aula pública com Manuela D'Ávila no Parque Augusta

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 02.10.2021 - O pré-candidato do PSOL ao Governo de São Paulo, Guilherme Boulos. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 02.10.2021 - O pré-candidato do PSOL ao Governo de São Paulo, Guilherme Boulos. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O pré-candidato do PSOL ao Governo de São Paulo, Guilherme Boulos, acusa a Prefeitura de São Paulo de tentar impedir uma aula pública que seria dada no Parque Augusta, na região central da capital paulista, por ele e pela ex-deputada federal Manuela D'Ávila. Ela estava marcada para o sábado (11).​

Segundo Boulos, um pedido para realização da aula foi feito no final de novembro à Secretaria Municipal de Verde e Meio Ambiente —mas até agora não houve resposta. Parlamentares do PSOL afirmam que têm informações de que a administração municipal dificultaria o evento.

"Não tem cabimento tentar vetar uma aula em um parque público. É flagrantemente ilegal", afirma Boulos, que diz que a aula pública será realizada com ou sem autorização da prefeitura.

"Está mantido o evento, nós vamos fazer. Eles estão tentando vetar e o evento vai acontecer", diz à reportagem.

Em nota, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente diz que só recebeu o pedido na segunda-feira (6), que faltaram detalhes sobre o evento proposto e que, para a mesma data, já está prevista a "Viradinha Cultural", promovida pela Secretaria Municipal de Cultura.

"De acordo com a Portaria SVMA/69/2020, no artigo 9º, na programação geral dos parques, é necessário evitar coincidência de datas e/ou conflitos com outras atividades para o local pretendido", diz a secretaria.

"É importante ressaltar que é proibido realizar eventos com finalidades políticas ou religiosas nos parques municipais", segue. A pasta ainda afirma que não fornecerá um toldo, 50 cadeiras e equipamento de som, como foi pedido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos