Mercado abrirá em 1 h 50 min
  • BOVESPA

    120.705,91
    +995,88 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.829,31
    +80,90 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,51
    +0,69 (+1,08%)
     
  • OURO

    1.835,60
    +11,60 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    50.935,45
    +2.126,65 (+4,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.411,86
    +23,95 (+1,73%)
     
  • S&P500

    4.112,50
    +49,46 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.021,45
    +433,79 (+1,29%)
     
  • FTSE

    7.014,21
    +50,88 (+0,73%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.222,25
    +122,00 (+0,93%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4306
    +0,0181 (+0,28%)
     

Botafogo é derrotado nos pênaltis pelo ABC e está eliminado da Copa do Brasil

Marcello Neves
·2 minuto de leitura

O fato de o Botafogo disputar a Série B do Campeonato Brasileiro não pode servir como desculpa para todos os jogos de 2021. Ainda mais quando se enfrenta o ABC, que disputa a quarta divisão nacional. Era esperado uma vitória tranquila, mas o Alvinegro conseguiu ser eliminado da Copa do Brasil. Após empate em 1 a 1 no tempo normal, a vaga foi decidida nos pênaltis — com a equipe potiguar levando a melhor ao vencer por 4 a 1.

Mas, antes de tudo, como uma partida relativamente fácil foi parar nos pênaltis? Primeiramente, porque a sequência de erros do Botafogo atrapalhou até mesmo o desenvolvimento de quem poderia ser solução. Matheus Nascimento, de 17 anos, virou atração ao ganhar a vaga na ausência de Rafael Navarro. Mas tamanha desorganização coletiva pouco ajudou o jovem a mostrar serviço em seu 18º jogo como profissional. Aliás, a equipe inteira pouco se ajudou.

Quando Maycon Douglas emendou um belo chute da intermediária e marcou um golaço, o fantasma de eliminações precoces na Copa do Brasil voltou à tona. Poderia ser uma infelicidade se este não fosse o sétimo jogo seguido em que a defesa foi vazada — a última vez que completou 90 minutos sem levar gol foi em 13 de março, no 0 a 0 diante do Bangu.

A reação do Botafogo foi limitada a chutes de fora da área e cruzamentos em excesso. Todos sem levar perigo ao goleiro Welington, do ABC, que não fez uma defesa difícil sequer. Mas a retranca cobrou seu preço quando Gilvan apareceu livre, no último minuto, para cabecear, empatar e levar a disputa para os pênaltis.

Nas cobranças, Cesinha exagerou na paradinha e isolou a cobrança. Pouco depois, Marcinho parou no goleiro Welington. Coube a Janderson classificar o ABC e fazer o Alvinegro perder R$ 1,7 milhão em premiação.