Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,81
    +0,53 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.815,60
    -20,50 (-1,12%)
     
  • BTC-USD

    54.431,73
    -2.332,88 (-4,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.470,99
    -92,84 (-5,94%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    7.004,63
    +56,64 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    28.231,04
    +217,23 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    28.147,51
    -461,08 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    12.996,75
    -349,25 (-2,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4163
    +0,0709 (+1,12%)
     

Borré encerra seca, e River Plate faz 5 a 0 no último jogo antes de enfrentar o Fluminense na Libertadores

Marcello Neves
·3 minuto de leitura

Dizem que a primeira impressão é a que fica. Mas se invertermos o ditado popular e nos basearmos na última, o River Plate deu motivos de sobra para preocupar os torcedores do Fluminense. Não apenas por golear o Central Córdoba por 5 a 0 em Santiago Del Estero, pela Copa da Liga Argentina, mas pela boa atuação mesmo desfalcado de alguns titulares. Além disso, o atacante Rafael Borré encerrou a sua seca de gols.

O técnico Marcelo Gallardo não poupou a equipe. Os únicos desfalques foram os lesionados Nicolas de La Cruz, Alex Vigo, David Martinez e Matías Suarez. Com isso, o River Plate foi a campo com Franco Armani; Gonzalo Montiel, Paulo Díaz, Hector Martínez e Fabrizio Angileri; Enzo Pérez; Santiago Simon e Agustín Palavecino; Julián Álvarez, Lucas Beltrán e Rafael Borré.

Os Millionarios demonstraram dificuldade para furar a defesa do Córdoba no primeiro tempo. Tiveram mais posse de bola e criaram mais oportunidades, mas pouco assustaram o goleiro Alejandro Sánchez. Tanto que só abriram o placar aos 46 minutos, após uma bola levantada na área: Angileri aproveitou o cruzamento de Álvarez e cabeceou com categoria.

Aliás, o Fluminense precisa estar atento ao lateral-esquerdo do River nesta bola aérea ofensiva. Assim como nesta sexta-feira, ele também marcou de cabeça diante do Colón, na rodada anterior. Angileri, por sinal, viveu um drama familiar a pouco tempo após o falecimento de seu pai.

Com a porteira aberta, as coisas ficaram mais fáceis. Aos 5 minutos da segunda etapa, uma jogada bem trabalhada fez Palavecino receber pela direita e cruzar na medida para Rafael Borré empurrar para o gol aberto. O atacante, que quase acertou com Palmeiras e Grêmio, encerrou a sua seca de 245 minutos sem marcar. Ele passou em branco diante Racing, Arsenal de Sarandí, Atletico Tucumán e Colón.

Quando o Central Córdoba ainda se recuperava, o River passou como um rolo compressor e abriu a goleada. Após desatenção da defesa, Paradela apareceu livre para bater na saída do goleiro. Dois minutos depois, o mesmo Borré aproveitou o bom lançamento do zagueiro Martínez e a falha do defensor adversário para sair de cara e marcar o quarto.

Borré chegou a sete gols e assumiu a artilharia desta edição da Copa da Liga Argentina. Ele ainda teria tempo de dar uma assistência para Girotti cabecear e marcar o quinto. Com o placar construído, Gallardo começou a tirar os titulares e esperou o tempo para garantir a vitória.

Com o resultado, o River Plate está em segundo lugar com 18 pontos, dois a menos que o líder Colón. Já o Central Córdoba fica em sétimo lugar, com 13.

De la Cruz segue como dúvida

O River Plate teve várias ausências importantes. Em especial, a de Nicolas de la Cruz. O uruguaio alegou dores no joelho na partida diante do Colón, no último domingo, e a comissão técnica optou por poupá-lo. Gallardo tinha a intenção de levá-lo para a partida, mas viu que não teria condições.

Segundo o Diário Olé, Gallardo não pretende arriscar jogadores que não estão bem fisicamente. Nos últimos dias, De La Cruz treinou separadamente do elenco e pouco foi a campo, o que o torna dúvida para enfrentar o Fluminense. Além do uruguaio, Alex Vigo, David Martinez e Matías Suárez também foram desfalques.