Mercado fechará em 2 h 44 min
  • BOVESPA

    113.512,38
    +480,38 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.801,68
    +163,28 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,64
    +0,11 (+0,13%)
     
  • OURO

    1.788,70
    -1,00 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    23.419,18
    -428,21 (-1,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    556,38
    -16,43 (-2,87%)
     
  • S&P500

    4.274,66
    -30,54 (-0,71%)
     
  • DOW JONES

    33.989,33
    -162,68 (-0,48%)
     
  • FTSE

    7.540,93
    +4,87 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    19.926,24
    +95,72 (+0,48%)
     
  • NIKKEI

    29.222,77
    +353,86 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    13.603,50
    -54,75 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2289
    -0,0029 (-0,06%)
     

Bolsonaro volta falar de Bitcoin e projeto cancelado da Funai

·2 min de leitura
Jair Bolsonaro em discurso
Jair Bolsonaro em discurso

O presidente do Brasil Jair Bolsonaro (PL-RJ) voltou a falar de Bitcoin em um evento com empresários de São Paulo, na última quarta-feira (16).

Desde que assumiu a presidência, Bolsonaro pouco falou sobre esse assunto que tem ganhado manchetes pelo mundo. Mesmo assim, nas raras oportunidades em que citou o Bitcoin, foi para criticar a Funai.

Tudo começou quando Jair Bolsonaro assumiu a presidência da República em 2018, momento do qual escolheu para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH) a atual Ministra Damares Alves.

Na época, com poucos dias de governo o MDH, que comanda a Funai, cancelou um contrato de R$ 50 milhões, que seria feito em parceria com a UFRJ. O contrato previa a criação de uma criptomoeda para os índios, o que aparentemente deixa indignado o presidente até hoje.

Bolsonaro volta falar sobre o Bitcoin e contrato da Funai que foi cancelado

Conforme a agenda do presidente Jair Bolsonaro, na última quarta ele participou do Fórum Moderniza Brasil – Ambiente de Negócios. Esse encontro foi com empresários da FIESP em São Paulo, onde o mandatário discursou por cerca de 1 hora.

Participaram também o Ministro da Economia Paulo Guedes, do Turismo Gilson Machado Neto, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, entre outros mais.

Mas durante o discurso de Jair Bolsonaro ele voltou a chamar atenção para o contrato de criptomoedas da Funai. Para entrar nessa discussão, o presidente disse que o Ministério de Damares é o mais difícil dentre todos.

Assim, ele disse que no início do mandato a Damares mencionou que o contrato de R$ 50 milhões poderia ser cancelado, o que Bolsonaro imediatamente concordou quando descobriu o teor do produto.

“São coisas que a gente vê que a gente fica embasbacado. Como é que um país desse pode ir para a frente? Tava ali na transição, chega ali a ministra Damares, é um ministério difícil, acho que o ministério mais difícil é o da ministra Damares dizendo “presidente, tem um contrato aqui do pessoal que tá saindo que dá para a gente forçar a barra para que não vá para a frente”. Bolsonaro respondeu: “o que que é o Damares? Contrato é esse?”. Damares disse na ocasião que era um contrato de R$ 50 milhões do pessoal da Funai para ensinar o índio a mexer com Bitcoin”.

Bolsonaro ainda disse algumas palavras após sua reflexão, similar ao que já havia feito em uma entrevista recente a uma Rádio do Rio Grande do Norte. Na ocasião, o presidente do Brasil disse que “99% das pessoas do país não sabem o que é Bitcoin”.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos