Mercado fechará em 6 h 10 min
  • BOVESPA

    128.186,34
    -219,01 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.309,54
    -10,03 (-0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,07
    +0,43 (+0,60%)
     
  • OURO

    1.776,00
    +7,00 (+0,40%)
     
  • BTC-USD

    33.015,50
    -1.060,41 (-3,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    806,02
    -44,32 (-5,21%)
     
  • S&P500

    4.187,20
    +20,75 (+0,50%)
     
  • DOW JONES

    33.595,52
    +305,44 (+0,92%)
     
  • FTSE

    7.018,60
    +1,13 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    28.489,00
    -312,27 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    13.986,00
    -49,00 (-0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0080
    -0,0281 (-0,47%)
     

Bolsonaro veta prorrogação de declaração de Imposto de Renda até 31 de julho

·1 minuto de leitura
**AQUIVO** BRASILIA, DF,  29-03-2021: O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
**AQUIVO** BRASILIA, DF, 29-03-2021: O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro, vetou nesta quarta-feira (5) o projeto de lei que prorrogava o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda.

Dessa forma, fica mantida a data-limite até o dia 31 de maio de 2021. O PL pretendia estender até 31 de julho de 2021 a entrega da declaração do exercício de 2020.

Segundo Palácio do Planalto, a proposta foi vetada por causar um desequilíbrio do fluxo de recursos, o que poderia afetar a possibilidade de manter as restituições para os contribuintes, além de comprometer a arrecadação dos entes federativos.

O prazo para a declaração do Imposto de Renda já foi adiado anteriormente pela Receita Federal de 31 de abril para 31 de maio.

Mais cedo, o Ministério da Economia havia divulgado que solicitara a Bolsonaro o veto à proposta do Congresso que adiaria a entrega da declaração e pagamento da primeira cota do Imposto de Renda.

O PL (projeto de lei) 639, do deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR), foi aprovado pelo Congresso em abril e o prazo para a sanção ou veto de Bolsonaro se encerraria nesta quarta.

Em nota divulgada nesta quarta, o Ministério da Economia afirma que um novo adiamento impactaria a arrecadação e até medidas ligadas à Covid-19, como o auxílio emergencial —mas não explicou por que isso ocorreria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos