Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.584,92
    +2.274,76 (+3,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Bolsonaro testa negativo para Covid-19 após viagem a Nova Iorque

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro testou negativo para Covid-19. O resultado saiu neste domingo, após cinco dias de isolamento social, por orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele viajou a Nova Iorque, nos Estados Unidos, onde participou da Assembleia Geral das Nações Unidas. Três membros da comitiva foram diagnosticados com a doença.

O resultado negativo do exame libera o presidente a cumprir agenda comemorativa em razão dos 1000 dias de governo. Na segunda, Bolsonaro deve celebrar a data com a inauguração de trecho de 10 quilômetros de asfalto na Bahia. Além disso, estão previstas a liberação de títulos do Incra e a entrega de equipamentos para um centro de iniciação ao esporte chamado de Estação Cidadania.

"A Secretaria Especial de Comunicação Social informa que o Presidente da República, Jair Bolsonaro, testou negativo para a Covid-19. O exame foi realizado na manhã deste domingo (26), no Palácio da Alvorada", diz a nota.

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Anderson Torres, anunciou neste domingo que também testou negativo para a doença.

Entre os infectados na comitiva, estavam o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O primeiro a ser diagnosticado foi um diplomata do alto escalão que não teve a identidade revelada. Além deles, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o advogado-geral da União, Bruno Bianco, também estão com Covid-19 após terem contato com o filho do presidente.

Na quarta, o governo anunciou que 50 pessoas que integraram a comitiva estavam isoladas depois de terem contato com Queiroga. Segundo o Palácio do Planalto, Bolsonaro não apresentava sintomas e iria permanecer no Palácio do Alvorada por cinco dias, contados desde o último contato com o ministro, na terça.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos